Dirigente da Kawasaki se posiciona e reclama sobre o domínio da Ducati no WSBK!

OnRoad 26/04/2019


A atual campeã mundial do WSBK, a Kawasaki e seu piloto, o britânico Jonathan Rea, não vem conseguindo parar o piloto espanhol Alvaro Bautista e sua renovada Ducati Panigale V4R. E a situação é tão séria, que em recente entrevista, o diretor de competições da Kawasaki, Ichiro Yoda, afirmou:

"Parar a Ducati nesta temporada é difícil. Esta é uma motocicleta de MotoGP com pneus Pirelli, e mesmo com peças de concessão homologadas, não poderíamos alcançar o desempenho da Ducati. Temos que nos tornar mais competitivos e pensar numa moto do tipo MotoGP, uma motocicleta que produzimos em números limitados em série. Para a Kawasaki é fácil construir 500 dessas motos, mas ainda tenho dúvidas sobre essa direção. Não estamos no campeonato apenas para estar lá, e se trouxermos uma motocicleta com um conceito similar, poderemos vencer Bautista e a Ducati." finalizou Yoda.



Ducati Panigale V4R está imbatível no WSBK

Moto Xtreme: Difícil a posição da Kawasaki, realmente a Ducati construiu uma máquina incrível a partir do desenvolvimento do MotoGP, a Panigale V4R é uma motocicleta que pouquíssimos terão acesso, o valor está em torno de R$ 250.000,00. Mas pelo regulamento já se configura como uma moto de linha da empresa.


A dúvida é a seguinte, se as empresas entrarem neste processo de motocicletas extremamente no estilo Racing será um avanço, ou o que seria uma opção de competição com custos mais baixos, se tornara mais cara que o próprio MotoGP?



Jonathan Rea, está tentando bater o adversário, mas vai ser difícil!