Off Road


Equipe Pro Tork Racing Team SC inicia temporada 2022 com bons resultados!

Equipe Pro Tork Racing Team SC inicia temporada 2022 com bons resultados!

Off Road 08/02/2022
A cidade de Blumenau SC deu início a temporada 2022 do Campeonato Catarinense de Velocross. A equipe Pro Tork Racing Team SC fez sua estreia oficial com bons resultados e saldo positivo na avaliação geral. [foto1] O final de semana foi de muito calor e algumas pancadas de chuva. A etapa marcou a estreia oficial da equipe, apresentando ao público uma bela estrutura de box e um padrão visual dos pilotos dentro e fora da pista. Com o box posicionado num ponto estratégico próximo ao pódio e entrada de pista, a equipe teve grande visibilidade perante ao público e na transmissão ao vivo. [foto2]Na pista, os melhores resultados foram de Darlei Weiss #23 e Denilson Favero Junior #12.Darlei fez uma boa largada na categoria Nacional 250cc Pró e andou em segundo por boa parte da prova. Darlei perdeu a segunda posição e com o forte calor na tarde de domingo optou por fazer uma prova mais segura e garantiu a terceira posição.[foto3]Denilson Favero Junior, finalizou a corrida da Estreantes Nacional com a quarta posição, garantindo assim mais um pódio para a equipe. A categoria teve o maior número de inscritos na etapa com gate cheio e disputa intensa até a bandeirada.[foto4]Cristian da Cruz, o “pirikito” #24, se envolveu em um acidente na largada da categoria Estreantes e foi obrigado a abandonar a prova. Cristian voltou a pista pela Nacional 250cc onde finalizou com a sétima posição.[foto5]Emerson Varela #5 teve problemas na largada da Categoria VX4 Nacional e precisou fazer uma prova de recuperação para finalizar na oitava posição e pela VX3 Nacional garantiu a sétima posição.[foto6]Segundo Denilson Favero (diretor geral da equipe), o saldo final foi mais do que positivo, com pilotos no pódio e muitos elogios a estrutura da equipe, mostrando que uma equipe amadora pode ter postura e estrutura de equipe profissional.A equipe estuda agora participar de alguma prova regional nos próximos dias visando ganhar ritmo de prova e trabalhar no ajustes das motos.  A próxima etapa do Campeonato Catarinense de Velocross, acontece nos dias 05 e 06 de Março, na cidade de Papanduva SC.Fotos e texto: Tiago RacecrossA equipe Pro Tork Racing Team SC conta com patrocínio oficial de Pro Tork, a maior fabricante de motopeças da América Latina, SportBay, Gartran Logística, Motul Lubrificantes, LGR Racing, MX Center e Halley Gráficos. 
Maxime Renaux e Kay De Wolf venceram o Masters MX na França!

Maxime Renaux e Kay De Wolf venceram o Masters MX na França!

Off Road 07/02/2022
Neste final de semana aconteceu o Masters Motocross Internacional da França, em Lacapelle Marival, Maxime Renaux #959 piloto oficial Yamaha, campeão Mundial da MX2, subiu de categoria para a MX1 e já mostrou serviço, vencendo as duas baterias, seu companheiro de equipe  Jeremy Seewer #91 ficou em segundo.[foto1]Renaux largou na ponta...[foto2]O piloto da Yamaha se adaptou bem com a 450cc...Kay De Wolf #74, jovem piloto da Husqvarna ficou em primeiro na MX2, batendo grandes adversários do Mundial MX, como Tom Vialle #28 da KTM.Veja os resultados a seguir e um vídeo bem legal do evento.[foto3]De Wolf vem crescendo a cada evento...vai dar trabalho no Mundial MX.MX1[foto4]MX2[foto5]Vídeo com um pouco do MX Francês.
Tim Gajser é campeão do MX Internacional da Itália!

Tim Gajser é campeão do MX Internacional da Itália!

Off Road 07/02/2022
O MX Internacional da Itália teve a sua segunda rodada neste domingo, dia 06 de fevereiro na pista do Motoclub Motor School em Riola Sardo, a prova contou mais uma vez com fortes nomes do MX Mundial, e teve as principais provas vencidas por Tim Gajser com Jorge Prado na segunda colocação. [foto1] Tim Gajser #243 venceu a MX1 e a Supercampione, veja logo a baixa o resultados das duas provas. [foto2] Jorge Prado #61 estreando com a GasGas ficou em segundo nas duas categorias... [foto3] Gajser mostrou que mais uma vez vai lutar por títulos na temporada. [foto4][foto5] Pódio com os campeões, Tim Gajser (Honda), o esloveno triunfa na Supercampione e na classe MX1. Nas 125, é Cas Valk (Fantic) quem ganha o título, enquanto na MX2 o companheiro de equipe Corneluis Toendel ganha o título das 250. Veja os resultados: MX 1 [foto6] Supercampione [foto7]
Eli Tomac e Hunter Lawrence, vencem a 5ª etapa do AMA SX!

Eli Tomac e Hunter Lawrence, vencem a 5ª etapa do AMA SX!

Off Road 06/02/2022
Eli Tomac #3, da Monster Energy Star Racing Yamaha e Hunter Lawrence #96 do Team Honda HRC, venceram a primeira corrida da Tríplice Coroa da temporada. A soma de pontos e a boa média nas três corridas deram a vitória aos pilotos. [foto1]450 - Eli Tomac, da Monster Energy Star Racing Yamaha, conquistou a vitória geral do Monster Energy AMA Supercross, com P1/P1/P3 na frente de 54.781 fãs gritando dentro do State Farm Stadium na primeira corrida da Tríplice Coroa da temporada. O formato exclusivo de três corridas combina resultados para conceder pontos de campeonato em um único evento. A vitória de Tomac fez dele o primeiro vencedor repetido da temporada em uma batalha pelo título intensamente acirrada. Malcolm Stewart, da Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing, ficou em segundo lugar (P3/P2/P4). Ele marcou seu primeiro pódio de 2022 e também seu primeiro pódio da Tríplice Coroa na carreira. Chase Sexton, da equipe Honda HRC, conquistou o terceiro lugar geral (P11/P3/P1) em seu primeiro evento da Tríplice Coroa da Classe 450SX, graças a uma vitória no último Main Event.[foto2]Tomac mais líder ainda...[foto3]Malcolm primeiro pódio de 2022...[foto4]Sexton segue na cola de Tomac...250 - As corridas da classe Oeste 250SX foram igualmente intensas. Hunter Lawrence conquistou sua primeira vitória do ano depois de chegar ao pódio em cada rodada anterior com. Ele conquistou o primeiro lugar em Glendale por consistência semelhante com 2-1-2 em cada uma das corridas de 10 minutos mais uma volta. Christian Craig, líder de pontos da Monster Energy Star Racing Yamaha, venceu as corridas 1 e 3 quase incontestável do início ao fim, mas sua segunda corrida foi insana. Depois que Craig assumiu a liderança na primeira volta, Vince Friese da MotoConcepts Honda colidiu com ele na seção de areia. O impacto fez Craig sair da pista e entrar nas barreiras do estádio. Craig acelerou muito para o quarto lugar naquela corrida, salvando um pódio geral. Jo Shimoda, do Monster Energy Pro Circuit Kawasaki, encerrou a noite' s top três com 5-3-3. Foi o primeiro pódio do ano de Shimoda.[foto5]Hunter venceu na 250 Oeste...[foto6]Craig segue bem na liderança...Pódio 250sx Oeste e resultados a seguir[foto7][foto8][foto9]Pódio 450sx Oeste e resultados a seguir[foto10][foto11][foto12]Vídeos com o resumo da 5ª etapa250sx450sx
Paulo Stedile é Pro Tork Racing Team por mais de duas décadas!

Paulo Stedile é Pro Tork Racing Team por mais de duas décadas!

Off Road 03/02/2022
Veterano com inúmeros títulos em diferentes modalidades dentro do motociclismo assina com a maior fabricante de motopeças da América Latina pelo 21° ano. [foto1]Paulo Stedile e Pro Tork acabam de renovar a parceria pelo 21° ano. Juntos, escrevem uma história de muito trabalho, superação e conquistas. Não é à toa que o veterano é recordista com a maior variedade de títulos nacionais dentro do motociclismo. Foi campeão brasileiro de motocross, supercross, supermotard, velocross, arena-velocross e cross-country.Segundo o diretor presidente do Grupo Pro Tork, Marlon Bonilha, o paranaense é um dos grandes embaixadores da marca e já pertence a família. “Começou com um patrocínio e se transformou em uma amizade da mais extrema confiança. Esta é a nossa filosofia, investir em relações duradouras acima de tudo. Somos gratos por mais um ano”, disse.[foto2]O piloto de 41 anos investe agora na pré-temporada e se mostra animado para a disputa dos campeonatos de velocross com sua motocicleta KTM SX450F. Neste ano ele alinha no gate do Brasileiro, Paranaense e também da Super Copa Integração. Além disso, deve representar a marca em inúmeros eventos, como feiras, encontros de trilheiros, entre outros.Paulinho comemora mais um ano vestindo a camisa. "Patrocinadores vem e vão. Eles te acompanham enquanto você está no topo. A Pro Tork é mais do que isso. Nos momentos mais difíceis da minha carreira, eles nunca me abandonaram. Todos os meus principais títulos e vitórias, foram com a Pro Tork e sempre serei grato por representar esta marca", finalizou.A Pro Tork Racing Team tem o apoio da NOS Energy Drink e Sportbay.Jornalista Responsável: Daniela Burgonovo
Lucas Dunka da Pro Tork / KTM Racing Team, fez bonito em seu 1º evento pelo novo time!

Lucas Dunka da Pro Tork / KTM Racing Team, fez bonito em seu 1º evento pelo novo time!

Off Road 02/02/2022
Lucas Dunka foi um dos destaques do Argentino de Supercross, que teve suas duas últimas provas realizadas nos dias 28 e 29 de janeiro, em Pinamar. O piloto que defende a Pro Tork / KTM Racing Team venceu a segunda etapa, ditando o ritmo da categoria principal com uma motocicleta 450SX-F.[foto1]Na Heat, ele largou em segundo, mas logo assumiu a liderança, mantendo até receber a bandeira quadriculada. Já no Main Event, Dunka sofreu uma queda na reta de largada, saindo assim da última colocação. Com uma tocada forte, foi ganhando posições até chegar a ponta.O catarinense de 23 anos considerou positivo sua participação na corrida internacional. “Essa vitória foi incrível. Na abertura acabei desistindo após sofrer um block pass e deslocar o dedo. A final também tive que abandonar devido a problemas mecânicos. Mas no fim tudo é experiência, é importante saber lidar com altos e baixos”, disse.[foto2]De volta ao Brasil, ele segue sua preparação focado na disputa da categoria principal do Campeonato Brasileiro de Motocross e também do Arena Cross, com início programado para os meses de abril e maio, respectivamente. Em ambos, ele é bicampeão, porém, de 250cc.@lucasdunka34 (Instagram)"Voltando para casa com a sensação de dever cumprido! Feliz demais com a velocidade na primeira prova oficial de 450, aqui começou a minha pré-temporada! Muito obrigado a todos brasileiros e argentinos que me mandaram mensagens de apoio e motivação! Vocês sao demais! Vamos em frente...Obrigado a todos que fizeram parte do projeto e de alguma forma contribuíram".Sobre a Pro Tork / KTM Racing Team: A equipe surgiu em 2020, marcando o início da nova operação da KTM no Brasil. A marca de motocicletas austríaca reconhecida mundialmente por seus inúmeros títulos se uniu a maior fabricante de motopeças da América Latina e destaque no off road nacional para elevar o nível de competitividade nos campeonatos e fazer história. Investindo agressivamente em infraestrutura, desenvolvimento e performance, conquistou em dois anos sete títulos nacionais. São eles: Brasileiro de Hard Enduro 2020 – Gold com Rigor Rico, Brasileiro de Motocross 2020 – MXF com Mariana Balbi, Brasileiro de Motocross 2020 – MXJR com Gabriel Andrigo, Brasileiro de Motocross 2021 – 65cc com Kevyn de Pinho, Brasileiro de Motocross 2021 – MX4 com Willian Guimarães, Arena Cross 2021 – 65cc com Kevyn de Pinho e Arena Cross 2021 – Pro com Anthony Rodríguez. Agora, preparem-se para um novo capítulo!Jornalista Responsável: Daniela Burgonovo
Grandes nomes participam da primeira rodada do MX Internacional da Itália!

Grandes nomes participam da primeira rodada do MX Internacional da Itália!

Off Road 31/01/2022
O MX Internacional da Itália aconteceu neste domingo, dia 30 de janeiro em Alghero, a prova contou com fortes nomes do MX Mundial, e teve as principais provas vencidas por Jeremy Seewer e Tim Gajser. [foto1] Jeremy Seewer #91 venceu a MX 1 e Tim Gajser #243 venceu a Supercampione, veja logo a baixa o resultados das duas provas, Jago Geerts #93 venceu a MX2. [foto2] Seewer da Yamaha foi muito bem na abertura da competição... [foto3] Gajser também mostrou que está afiado para a temporada... [foto4] Pódio categoria Supercampione, a próxima rodada é no dia 06 de fevereiro em Riola Sardo. Veja os resultados: MX 1 [foto5] Supercampione [foto6]
Herlings vence abertura do MX Espanhol, Campano é segundo!

Herlings vence abertura do MX Espanhol, Campano é segundo!

Off Road 31/01/2022
O Campeonato Nacional de MX da Espanha começou no final de semana no Circuito Tajoa Racing, o campeão mundial Jeffrey Herlings #84 disputou a etapa. [foto1] Jeffrey Herlings não teve rival em nenhuma das duas corridas Elite MX1. Na primeira ele assumiu a liderança desde o início e tirou quase 38 segundos de todos os seus rivais curtindo o circuito e fazendo os milhares de fãs curtirem. A verdadeira luta ficou para trás com José Antonio Butrón, que ficou em segundo até que Carlos Campano e Ander Valentín o ultrapassaram. O piloto da Yamaha, vindo de trás, conseguiu terminar em segundo, enquanto o piloto da Husqvarna ultrapassou Butrón para fechar os três primeiros da corrida. Pódio final com Herlings em P1 e Carlos Campano em P2.[foto2]Resultado da soma de pontos da etapa 01[foto3]
Humberto “Machito” Martin é campeão do SX na Argentina!

Humberto “Machito” Martin é campeão do SX na Argentina!

Off Road 30/01/2022
Neste sábado teve continuidade o Monster Energy SX Champ Series Argentina, Humberto Martin “Machito” vinha liderando a competição, e com o terceiro lugar na etapa final foi declarado o campeão. [foto1] Machito #101 ainda venceu a Super Final, que reuniu os melhores pilotos de cada categoria. O piloto declarou em suas mídias: @machito101 - É Nosso!! CAMPEÃO Argentino de Supercross 2022. Sem palavras pra descrever o que foi sentir de novo liderar um campeonato até o fim. Sou grato ao Senhor por me colocar nessa posição! Obrigado e parabéns a toda organização do evento e a equipe @team.husqvarna.mezher.oficial por ter me oferecido uma excelente estrutura para competir. E os patrocinadores do Brasil que fizeram tudo para eu estar aqui. Obrigado pela torcida Galerita!Tabela final da classificação [foto2]Foto: Instagram do piloto
Só deu Yamaha na 4ª etapa do AMA SX, Eli Tomac e Christian Craig vencem em A2!

Só deu Yamaha na 4ª etapa do AMA SX, Eli Tomac e Christian Craig vencem em A2!

Off Road 30/01/2022
Anaheim recebeu mais uma vez o AMA Supercross, desta vez para a 4ª etapa da competição, e não faltou adrenalina, vitórias para Eli Tomac #3 e Christian Craig #26, ambos da equipe Monster Energy Star Racing Yamaha. [foto1] Na 450, Eli Tomac não largou muito bem mas se recuperou até ultrapassar Jason Anderson #21 para vencer, Anderson ficou em segundo com Chase Sexton #23 fechando o pódio, Dylan Ferrandis #14 foi o quarto e Malcolm Stewart #27 o quinto colocado, Tomac com o resultado ampliou um pouco a vantagem na classificação. [foto2] Janson Anderson conquistou um excelente resultado... [foto3] Sexton também... Na 250, vitória de Christian Craig #28, que agora tem três vitórias nas quatro provas disputadas, na segunda ficou Michael Mosiman #29 e Hunter Lawrence em terceiro, na quarta Nate Trasher #49 e na quinta Jalek Swoll #31. [foto4] Craig, fez uma excelente corrida... [foto5] Mosiman colou no líder... [foto6] Mais um pódio para Hunter... Veja os resultados completos. 450sx [foto7] [foto8] 250sx [foto9] [foto10] Assista aos vídeos com o resumo da etapa 450sx250sx
Lucas Dunka vence 2ª etapa do SX na Argentina, Machito fica em segundo e agora lidera!

Lucas Dunka vence 2ª etapa do SX na Argentina, Machito fica em segundo e agora lidera!

Off Road 29/01/2022
Nesta sexta-feira teve continuidade o Monster Energy SX Champ Series Argentina, após ser adiado na semana passada, a competição que teve Humberto Martin “Machito” vencedor da primeira etapa, viu Lucas Dunka #34 vencer a segunda etapa, Machito ficou em segundo e Jetro Salazar em terceiro. [foto1] Lucas Dunka comemorou muito a vitória, após ter sofrido um block bastante forçado na primeira etapa e ter abandonado, o piloto disputa a sua primeira competição pelo novo time Pro Tork / KTM, neste sábado 29 de janeiro está programado a 3ª etapa da competição. [foto2] Humberto Martin o “Machito” é o líder com 49 pontos, em segundo está Jetro Salazar com 42 pontos. Veja as declarações dos pilotos em suas mídias. [foto3] @lucasdunka34 - Essa foi para vocês! Que noite! De ultimo para primeiro! Muito feliz com a velocidade dessa noite! Chama na catraca Brasil! Muito obrigado a TODOS pelas mensagens de apoio! Vocês são demais! [foto4] @machito101 - P-2 hoje na segunda etapa do Argentino de supercross, somando pontos importantes para mater a liderança no campeonato, imensamente grato a todos por suas mensagens de apoio e carinho! Vamos por mas amanhã!!
Equipe Pro Tork Racing Team SC apresenta os pilotos para a temporada 2022!

Equipe Pro Tork Racing Team SC apresenta os pilotos para a temporada 2022!

Off Road 27/01/2022
A mais nova equipe de Velocross de Santa Catarina acaba de ser lançada, e com ela um grande projeto para colocar os pilotos em evidencia no cenário estadual e nacional. A Pro Tork Racing Team SC chegou para esquentar as competições de 2022. [foto1] A equipe dirigida por Denilson Favero e patrocínio da Pro Tork, Maior fabricante de moto peças da América Latina, será a única equipe Oficial da Pro Tork no estado de Santa Catarina e entra na sua primeira temporada com 4 pilotos, buscando elevar o nível dos competidores não só na pista, mas na parte de imagem pessoal, comprometimento e dedicação. O foco principal da equipe será a disputa do Campeonato Catarinense de Velocross e algumas etapas do Campeonato Brasileiro, além de algumas provas regionais. Nessa primeira formação, a equipe terá dois pilotos nas categorias de acesso ( Estreantes Nacional), um piloto jovem e rápido na Nacional 250cc Pró, e um piloto na VX4 Nacional, sendo também o chefe de equipe, trazendo a experiência de anos nas pistas, a responsabilidade e o respeito como exemplo para os mais novos que estarão representando uma grande empresa. Segundo Denilson Favero a escolha foi optar pelas categorias de Motos Nacionais, com mais visibilidade e acesso as peças e preparações disponíveis no mercado. Os pilotos terão uma bela estrutura de Box e suporte de mídia Pro Tork e Racecross.  Os pilotos já receberam a primeira parte dos equipamentos e se preparam para a abertura da temporada, marcada para os dias 05 e 06 de Fevereiro, na cidade de Blumenau SC. A Equipe tem patrocínio de Pro Tork, Sportbay, Motul Lubrificantes, MX Center Suspensões e Eniauto Utilitários. Segue abaixo o perfil dos pilotos: [foto2] Cristian da Silva, Pirikito#24 Cidade: Massaranduba-SC Idade: 23 anos Categorias: Estreante Nacional Nacional250 pró Piloto amador a 2 anos com experiência nas Trilhas e provas regionais. [foto3] Denilson Favero Júnior. #12 Cidade: Jaraguá do Sul – SC Idade: 19 anos Categoria: Estreante Nacional Força Livre Nacional Piloto amador a 7 anos Vice-campeão Catarinense VX categoria Estreantes Nacional 2021 [foto4] Darlei Weiss #23 Cidade: Guabiruba – SC Idade: 20 anos Categoria: Nacional 250 pró Vice-Campeão Catarinense na categoria Nacional 250 pró 2021 Vice-Campeão Copa Canelinha Velocross Nacional 250cc [foto5] Emerson Varela #5 Cidade: Joinville - SC Idade: 43 anos Categoria VX4 Nacional Vice-Campeão Catarinense 2021 Piloto teve início nas trilhas, competindo no CrossCountry por alguns anos onde foi Campeão Catarinense e depois passando para o Velocross somando 20 anos de Motociclismo. Varela será o chefe de equipe nessa temporada. [foto6] Denilson Favero Diretor Geral Idade: 43 anos Cidade: Jaraguá do Sul SC Ex-piloto e promotor de eventos, Denilson acumula mais de 20 anos nas competições e foi o idealizador do projeto. Fotos e Texto: Tiago Racecross
Kawasaki MXGP Factory Team, vem com Ben Watson, Romain Febvre e Kimi Raikkonen como chefe!

Kawasaki MXGP Factory Team, vem com Ben Watson, Romain Febvre e Kimi Raikkonen como chefe!

Off Road 27/01/2022
A maior mudança no paddock do MXGP finalmente se tornou oficial, a Kawasaki encerrou os laços com a MX ESCA e transferiu seu apoio para a organização ICEONE do ex-piloto de F1 Kimi Raikkonen. O time será conhecido como KRT MXGP (Kawasaki Racing Team), mas com um visual diferente, já que a Monster Energy não está mais apoiando diretamente a equipe. O vice-campeão Romain Febvre #3 continua com a Monster Energy como patrocinador pessoal e continua com a Kawasaki como parte de seu contrato diretamente com o fabricante. Ben Watson #919 também se junta ao Team Green, deixando o time da Factory Yamaha. A equipe agora estará vestida com capacetes, equipamentos e óculos Just1... junto com as botas Gaerne para 2022, veja o comunicado oficial a seguir. [foto1] A Kawasaki Racing Team entrará novamente no Campeonato Mundial de Motocross FIM com uma forte formação na classe principal a MXGP; a série de 2022 começa dia 19 a 20 de fevereiro em Matterley Basin (Reino Unido). 2021 foi um final de temporada épico, com três pilotos lutando até a última moto pelo título e com a medalha de prata, liderada pela menor margem, Romain Febvre #3 deu à Kawasaki seu melhor resultado de todos os tempos na MXGP. O francês de trinta anos voltará a ser o líder da KRT depois de assinar um novo contrato de dois anos diretamente com a fábrica japonesa que agora estará ainda mais profundamente envolvida no novo projeto à medida que as rédeas da Kawasaki Racing Team passam para a lenda da Fórmula 1 Kimi Raikkonen e o ex-vencedor do GP de motocross Antti Pyrhonen. Ambos estão envolvidos no esporte há muitos anos e comemoram seu décimo aniversário no MXGP este ano. O inglês Ben Watson, parceiro de treinamento de longa data de Romain Febvre, entrará em sua segunda temporada na classe MXGP após um forte ano de aprendizado em 2021; o jovem talento britânico está pronto para entrar nas corridas de pré-temporada neste fim de semana na ilha da Sardenha e uma semana depois na França.[foto2]Steve Guttridge (Gerente de Planejamento de Corrida – Kawasaki Motors Europe - KME):"Em outubro de 2021, uma nova empresa a Kawasaki Motors Ltd – KMC, foi estabelecida no Japão para se concentrar mais diretamente no negócio de motocicletas da Kawasaki, que inclui nossos projetos de equipe de corrida de fábrica. A atividade de corrida MXGP da Kawasaki Racing Team, fará pesquisa e desenvolvimento, dentro da arena MXGP mais diretamente do que no passado para integrar inovações em futuros modelos de produção KX, para nossa base de clientes em todo o mundo usar em seus próprios empreendimentos de corrida. A equipe MXGP tem um papel enorme e complexo a cumprir; acreditamos que a equipe continuará a nos ajudar a dar grandes passos em direção ao nosso objetivo final de nos tornarmos campeões mundiais.”[foto3]Kimi Räikkönen (chefe da equipe – KRT MXGP):“Não é nenhum segredo que, para mim, uma das minhas grandes paixões na vida durante muitos anos foi o Motocross, mas esta equipe não é o que se pode chamar de hobby; é muito sério, muito focado e aspiramos ser o melhor que pudermos. Agora que me aposentei das corridas, poderei dedicar mais tempo a este projeto; não nas questões diárias, mas mais do ponto de vista estratégico, usando minha experiência de como as equipes trabalham e o que cria sucesso no cenário mundial. Todos, incluindo eu, estão muito satisfeitos que a Kawasaki nos escolheu para ser a equipe de fábrica. Eu sei que a chance de sucesso é sempre maior com suporte direto de fábrica, então isso se traduz em uma grande oportunidade para nós como a nova Kawasaki Racing Team no MXGP.”Antti Pyrhonen (Gerente de equipe – KRT MXGP):“Desde que me juntei à equipe de Kimi há dez anos, nunca paramos de trabalhar duro para obter os melhores resultados na classe MXGP, e depois de alcançarmos alguns bons resultados com inúmeras vitórias e pódios, agora temos a oportunidade de trabalhar em estreita colaboração com uma fábrica de prestígio. Estamos trabalhando neste novo projeto há vários meses e, é claro, estamos muito satisfeitos por ter esta oportunidade de nos juntarmos à Kawasaki e comandar a Kawasaki Racing Team. A classe MXGP é o auge do nosso esporte e sabemos o quão competitiva é a série, mas estamos olhando para este novo desafio com otimismo, pois temos dois pilotos fortes e rápidos para entrar neste novo capítulo com uma fábrica atrás de nós”.[foto4]Romain Febvre:“Com certeza não foi meu melhor inverno desde que comecei a correr. É sempre frustrante estar se recuperando de uma lesão enquanto seus rivais estão trabalhando nas pistas, mas é assim; lesões fazem parte do nosso esporte. Minha recuperação está indo bem e mal posso esperar para voltar à minha Kawasaki. O campeonato será novamente longo e farei o meu melhor para começar a correr o mais rápido possível. 2021 foi definitivamente uma ótima temporada para mim; senti-me muito confortável na KX450-SR e lutei pelo título até à última moto. Assinar um contrato de dois anos com a fábrica do Japão foi bom para minha confiança e é outro impulso estar envolvido no novo projeto desde o primeiro dia.”Ben Watson:“Não há tantas equipes de fábrica na classe MXGP, então estou muito orgulhoso de ser selecionado pela Kawasaki Racing Team para o meu segundo ano neste campeonato. É um novo capítulo da minha carreira e é ótimo trabalhar em estreita colaboração com Romain; nós nos conhecemos e apreciamos uns aos outros como treinamos juntos no passado. Aprendi muito durante minha temporada de estreia e estou confiante para a próxima temporada, pois vi o quão forte a equipe é depois de compartilhar o tempo juntos por alguns meses. É realmente emocionante fazer parte deste novo desafio”.No Brasil Motos e peças Kawasaki você encontra no nosso parceiro RotaK, é só clicar neste link
Sportsco apresenta a equipe Invictus Speed Crew/Mattos Racing no AMA Supercross!

Sportsco apresenta a equipe Invictus Speed Crew/Mattos Racing no AMA Supercross!

Off Road 25/01/2022
A Sportsco tem o prazer de apresentar a equipe que disputará o AMA SX costa Leste nesta temporada de 2022. Os pilotos Ramyller Alves 70 e Caio Lopes 431 utilizarão os equipamentos Mattos Racing, desenvolvidos e personalizados no Brasil. Além dos equipamentos Mattos Racing, os pilotos também utilizarão outras marcas distribuídas no país pela Sportsco como óculos e luvas 100%, botas Sidi e joelheiras Pod. A equipe participa da costa Leste que tem início no dia 19 de fevereiro. [foto1] “Estamos muito felizes em patrocinar a equipe americana Invictus Speed Crew. É um orgulho para nós ver uma marca brasileira apoiando o motociclismo brasileiro no exterior. Caio e Ramyller vão representar muito bem nosso país e nossa marca Mattos Racing”. Explica Pérsio Mattos, diretor da empresa. O chefe de equipe da Invictus Speed Crew, Juan Luis Torres comenta sobre esta parceria. “Estamos tendo uma pré-temporada de sucesso. O ambiente da equipe está muito bom, pilotos contentes com seus equipamentos, e muito treino. Temos muita expectativa de alcançar o Main Event (Evento principal) nas etapas do SX da costa Leste e estamos confiantes para tanto. Quero agradecer a Mattos Racing pela confiança e apoio”. [foto2] Caio Lopes, que já utilizava equipamentos Mattos Racing anteriormente e com muito êxito, foi a ponte para este patrocínio com a equipe Invictus. “A Mattos Racing sempre foi uma marca especial para mim, sempre acreditou em meus sonhos e de vários atletas. Foi ela que proporcionou minha vinda ao EUA, realizando este sonho e fazendo história. Só tenho a agradecer a Sportsco por sempre me atender e me ajudar a crescer cada vez mais. ” Disse o piloto numeral 431 e que irá estrear no SX em fevereiro. [foto3] “Estou muito feliz e bem animado para este ano. Estou me sentindo bem na moto. Os equipamentos Mattos Racing vestem muito bem e são confortáveis além de boa ventilação. Anos anteriores tive bons resultados e para este ano darei o máximo para alcançar resultados ainda melhores”, comentou o piloto Ramyller Alves.Fonte: Revista Dirt ActionFotos: @keeven20
Chase Sexton e Michael Mosiman vencem a 3ª etapa do AMA SX!

Chase Sexton e Michael Mosiman vencem a 3ª etapa do AMA SX!

Off Road 23/01/2022
San Diego, Califórnia, (23 de janeiro de 2022) Chase Sexton #23, da equipe Honda HRC, conquistou sua primeira vitória no Monster Energy AMA Supercross 450SX, na frente de 41.902 torcedores dentro do Petco Park, no centro de San Diego. Na classe 250SX Oeste, a Troy Lee projeta Michael Mosiman #29, da Red Bull GASGAS Factory Racing, que se manteve forte sob pressão para conquistar sua primeira vitória no Supercross, e foi de ponta a ponta.[foto1]450sx - A vitória de Chase Sexton #23 marcou o terceiro vencedor diferente em tantas rodadas da série Supercross 2022. Eli Tomac #3, da Monster Energy Star Racing Yamaha, seguiu Sexton ao longo da linha com seu melhor resultado do ano, colocando o campeão de 2020 na liderança dos pontos. O companheiro de equipe de Tomac, Dylan Ferrandis #14, também conquistou seu primeiro pódio do ano com um avanço a partir de um início no meio do pelotão, na quarta ficou Cooper Webb #1 e na quinta Malcolm Stewart #27.[foto2]Eli Tomac agora é o líder...[foto3]Pódio 450...Na 250sx – Vitória suprema de Michael Mosiman #29, de ponta a ponta com o holeshot e tudo mais, o piloto e equipe comemoraram demais, na segunda colocação Hunter Lawrence #96, na terceira Christian Craig #29 que mantem a liderança, na quarta Vince Friese #62 e na quinta Jo Shimoda #30.[foto4]Mosiman foi perfeito...[foto5]Pódio 250...Veja os resultados completos450sx[foto6][foto7]250sx[foto8][foto9]Assista ao resumo da etapa450sx250sx
AMA SX, Jason Anderson vence na 450 e Craig segue invicto na 250!

AMA SX, Jason Anderson vence na 450 e Craig segue invicto na 250!

Off Road 16/01/2022
A 2ª etapa do Monster Energy AMA Supercross aconteceu neste sábado 15 de janeiro no RingCentral Coliseum, em Oakland na Califórnia. Jason Anderson #21, da Monster Energy Kawasaki, teve uma vitória especial na 450, na classe 250 Oeste, Christian Craig #28, da Monster Energy Star Racing Yamaha, venceu mais uma vez e segue líder.[foto1]Oakland, Califórnia, (15 de janeiro de 2022) Jason Anderson #21, da Monster Energy Kawasaki, teve um retorno emocionante ao topo do pódio do Monster Energy AMA Supercross após 47 corridas sem vitória para o campeão de 2018. Aaron Plessinger #7, da Red Bull KTM, conquistou seu melhor resultado na classe 450SX com um forte segundo lugar na frente de uma multidão de 42.918 pessoas que cercaram a pista dentro do RingCentral Coliseum. Repetindo seu terceiro lugar na rodada de abertura, Justin Barcia #51, da Red Bull GASGAS Factory Racing, ficou em terceiro na noite e conquistou a liderança de pontos após duas rodadas. Na quarta ficou Eli Tomac #3 da Yamaha e na quinta Malcolm Stewart #27 da Husqvarna[foto2]Excelente a vitória de Jason Anderson...[foto3]Pódio da 450...Na categoria 250 Oeste Christian Craig #28, da Monster Energy Star Racing Yamaha, venceu mais uma vez e segue líder, foi sua primeira vitória consecutiva no SX, na segunda ficou Hunter Lawrence #96, da equipe Honda HRC, ele avançou constantemente no pelotão para ganhar o segundo posto. Seth Hammaker #47, da Monster Energy Pro Circuit Kawasaki, conquistou outro pódio com o terceiro lugar. Na quarta ficou Michael Mosiman #29 da GasGas e na quinta Nate Trasher #49 da Yamaha.[foto4]Craig segue invicto na 250...[foto5]Pódio da 250sx...Resultados e Classificação450[foto6][foto7]250[foto8][foto9]Obs.: As motos e peças da Kawasaki no Brasil você encontra em nosso parceiro ROTAKAssista aos vídeos com o resumo da etapa450SX250SX 
Depois de 20 anos, o number plate 1 vai voltar ao Mundial MX!

Depois de 20 anos, o number plate 1 vai voltar ao Mundial MX!

Off Road 13/01/2022
Pela primeira vez em 20 anos, a classe rainha do Motocross terá um piloto correndo com o número um por uma temporada completa. O campeão do MXGP, Jeffrey Herlings, mencionou em sua mídia social que ele terá o número um em sua máquina Red Bull KTM Factory Racing em 2022. [foto1]“Depois de 5 campeonatos mundiais”, disse Herlings. “Finalmente vou correr com o grande número 1 em 2022. Nunca tive coragem de fazê-lo antes, mas neste ponto da minha carreira, pode ser a última chance que eu tenha, quem sabe? Eu quero aproveitar a oportunidade enquanto estiver lá. É uma pequena mudança para todos depois de todos esses anos no #84, mas ficarei super empolgado em fazê-lo. E depois do número 1, definitivamente voltarei ao número 84, pois o número 84 é meu número real”.[foto2]Herlings recentemente disputou um enduro com o numeral 1 em sua camisa e motocicleta, veja no link, “Ultimate Race”.[foto3]Um dos últimos pilotos a utilizar o número 01 foi o belga Joël Smets nos anos 90.
Dudu Lima e Marcello Lima fazem parte do time IMS Racing 2022!

Dudu Lima e Marcello Lima fazem parte do time IMS Racing 2022!

Off Road 13/01/2022
A IMS Racing anunciou ontem em suas mídias o apoio em 2022 aos irmãos Lima, Dudu Lima #2 renova a parceria para a temporada na MX 1, já Marcello Lima o “Ratinho” #5 como todos o conhecem será o piloto da MX 3. [foto1] Veja a seguir as declarações publicadas: IMS Racing - @dudulima_2 e @ratinhomx5 fazem parte do Time IMS RACING 2022.@dudulima_2 vai correr no BRMX na categoria Mx1 e seu irmão @ratinhomx5 na Mx3.Em 2021 @dudulima_2 mostrou excelentes resultados acabando o Campeonato Brasileiro de Motocross na 4º colocação. @ratinhomx5 está muito animado em voltar a competir.Os 2 irmãos já estão no ritmo de treinos pensando na abertura do BRMX marcado para abril.[foto2]Dudu Lima #2[foto3]Ratinho #5Marcello Lima “Ratinho” - Muito feliz em poder anunciar que vou estar de pistas as pistas em 2022, esse ano na categoria MX 3. Muito obrigado @imsracewear por acreditar em nosso trabalho! #tmj | 📸 @tatamellofotosDudu Lima – Obrigado @imsracewear por acreditar no meu trabalho por mais um ano![foto4]Dudu Lima, Gui Lima, Wellington Valadares (IMS) e Marcello Lima.Fotos: @tatamellofotos
Lucas Dunka é nova aposta da Pro Tork / KTM Racing Team, agora na MX1!

Lucas Dunka é nova aposta da Pro Tork / KTM Racing Team, agora na MX1!

Off Road 12/01/2022
Equipe confirma contratação do catarinense bicampeão brasileiro para a disputa da categoria MX1 na temporada 2022. Muito se falava nos bastidores, mas agora é oficial. Lucas Dunka é o novo contratado da Pro Tork / KTM Racing Team. O catarinense de 23 anos, bicampeão brasileiro de motocross na MX2, irá acelerar com a equipe em busca de mais um título, agora na categoria principal, a MX1. O campeonato tem sua abertura programada para abril, no estado de São Paulo.[foto1]Conhecido nas pistas por seu estilo único, Dunka chamou a atenção principalmente no último ano, por sua escolha em correr como privado, com uma motocicleta 2 tempos, de pilotagem e rendimento mais difíceis, o que não o impediu de desbancar os grandesfavoritos. Agora, em cima de uma KTM 450 SX-F, a expectativa de fazer história é ainda maior.Para ele, integrar a equipe e ter como chefe o multicampeão Antonio Jorge Balbi Júnior é a realização de um sonho. “Sempre o admirei como piloto, acredito que a troca de experiências será importantíssima para a minha carreira. A KTM oferece as melhores motocicletas do mercado, o time tem um grande suporte e ainda conto com os equipamentos de ponta da Pro Tork. Estou muito feliz”, afirma.[foto2]Assim como no Campeonato Brasileiro de Motocross, Dunka é bicampeão da AX2 no Arena Cross e também subirá de classe. O atleta ainda deve alinhar no gate do Catarinense e fazer participações em outras provas importantes, inclusive fora do país. Sua estreia será neste fim de semana, dias 15 e 16 de janeiro, no Argentino de Supercross, em Pinamar.Balbi se mostra tão animado como o novo contratado e mantém o clima de suspense no ar. “Dunka é um piloto extremamente talentoso, carismático, querido pelo público. É um prazer tê-lo em nossa equipe, tenho certeza que faremos um grande trabalho. Mas as novidades não param por aí, o cenário está movimentado e logo teremos mais notícias”, finaliza.Confira o perfil do mais novo integrante da Pro Tork KTM Racing Team:Nome: Lucas DunkaData de nascimento: 15/03/1998Cidade de nascimento: Balneário Camboriú (SC)Cidade onde mora: Piçarras (SC)Ano em que começou a andar de moto off road: 2001Ano em que virou piloto profissional: 2017Principais títulos: Bicampeão Brasileiro de Motocross MX2 – 2020 e 2021, Bicampeão Brasileiro de Arena Cross AX2 – 2019 e 2020Sobre a Pro Tork / KTM Racing Team: A equipe surgiu em 2020, marcando o início da nova operação da KTM no Brasil. A marca de motocicletas austríaca reconhecida mundialmente por seus inúmeros títulos se uniu a maior fabricante de motopeças da América Latina e destaque no off road nacional para elevar o nível de competitividade nos campeonatos e fazer história. Investindo agressivamente em infraestrutura, desenvolvimento e performance, conquistou em dois anos sete títulos nacionais. São eles:Brasileiro de Hard Enduro 2020 – Gold com Rigor Rico,Brasileiro de Motocross 2020 – MXF com Mariana Balbi,Brasileiro de Motocross 2020 – MXJR com Gabriel Andrigo,Brasileiro de Motocross 2021 – 65cc com Kevyn de Pinho,Brasileiro de Motocross 2021 – MX4 com Willian Guimarães,Arena Cross 2021 – 65cc com Kevyn de Pinho,Arena Cross 2021 – Pro com Anthony Rodríguez.Agora, preparem-se para um novo capítulo!Fonte: Imprensa Pro Tork/Daniela Burgonovo
AMA Supercross vitória para Roczen da Honda e Craig da Yamaha na abertura da competição!

AMA Supercross vitória para Roczen da Honda e Craig da Yamaha na abertura da competição!

Off Road 09/01/2022
O Monster Energy AMA Supercross começou com Ken Roczen #94, do Team Honda HRC, conquistando a vitória na primeira etapa da temporada na classe 450SX, na classe 250SX região oeste, Christian Craig #28 da Monster Energy Star Racing Yamaha transformou uma boa largada de corrida em um ótimo começo de temporada com vitória.[foto1]450sx - Chase Sexton, da Team Honda HRC, fez o holeshot no Evento Principal da Classe 450SX, mas seu companheiro de equipe Roczen passou por ele quase que instantaneamente. Os dois pilotos Honda rapidamente abriram espaço em mais de seis segundos, com Sexton rápido parecendo que tinha velocidade para passar na liderança, mas vários erros dele facilitaram para a vitória de Ken Roczen #94, saindo lá de traz Cooper Webb #1 veio progredindo durante a corrida para chegar em segundo, na terceira colocação ficou Justin Barcia #51 depois de uma disputa pegada com Jason Anderson #21, na quarta ficou Marvin Musquin #25 e na quinta Chase Sexton #23.[foto2]Ken Roczen comemorou muito a vitória...[foto3]Pódio da 450sx...250sx - Seth Hammaker #47 do Monster Energy Pro Circuit Kawasaki fez o holeshot do evento principal na 250 Oeste, mas o piloto da Smartop Bullfrog Spas MotoConcepts, da Honda, Vince Friese #62 passou para a frente. Christian Craig #28 passou rapidamente de quarto para segundo, então fez a passagem para a primeira posição em menos de quatro minutos de corrida e tocou até o final para vencer, Seth ficou em segundo com muita pressão do terceiro colocado Hunter Lawrence #96 da Team Honda HRC, que ultrapassou Garrett Marchbanks #35 do Muc-Off FXR ClubMX na última volta, Marchbanks fechou em quarto e Friese em quinto.[foto4]Excelente vitória para Christian Craig...[foto5]Pódio da 250sx...O Monster Energy AMA Supercross terá a segunda rodada no RingCentral Coliseum em Oakland, Califórnia, em 15 de janeiro. Não deixe de acessar o site Moto Xtreme para ver todas as notícias.Resultados completos450sx[foto6]250sx[foto7]Assista aos vídeos com o resumo da etapa.250sx450sx
Suzuki EUA anuncia equipes e pilotos para a temporada de SX 2022!

Suzuki EUA anuncia equipes e pilotos para a temporada de SX 2022!

Off Road 06/01/2022
Brea, Califórnia - Suzuki Motor USA, LLC tem o prazer de anunciar suas principais equipes de corrida para a temporada de 2022 do Supercross. Tanto a equipe de corrida Twisted Tea Suzuki quanto a BarX / Chaparral Suzuki estão retornando como parceiros em 2022.[foto1]A equipe Twisted Tea Suzuki continua no Supercross 450 da Suzuki e apresenta Justin Bogle #19, Adam Enticknap #722 e Brandon Hartranft #41 com a Suzuki RM-Z450 2022.[foto2]Justin Bogle #19Hartranft teve uma sólida primeira temporada profissional de corridas da classe 450 em 2021 sob a tenda Twisted Tea Suzuki e espera um maior sucesso em 2022. Retornando ao Exército RM e novo na equipe Twisted Tea Suzuki em 22 estará Justin Bogle. Bogle conhece bem a Suzuki, tendo conquistado uma vitória anterior na classe 450 com o RM-Z450.Um piloto comprovado, Bogle foi premiado com o 2014 250 East Coast Supercross Championship e o 2011 AMA Nicky Hayden Horizon Award. Completando a equipe Twisted Tea Suzuki em 2022, está o favorito dos fãs, Adam Enticknap. Todos os três pilotos irão competir na Suzuki RM-Z450 e continuarão a se beneficiar do excepcional programa de suporte do Exército RM da Suzuki.[foto3]Brandon Hartranft #41[foto4]Adam Enticknap #722“Estamos muito entusiasmados em continuar nosso desenvolvimento competitivo com a Suzuki e o lendário RM-Z450 para a temporada de 2022 Supercross”, disse o co-proprietário da equipe Twisted Tea Suzuki, Dustin Pipes. “Com resultados promissores acontecendo à medida que a temporada de 2021 avançava e Justin, Adam e Brandon no time este ano, esperamos mais melhorias e resultados mais fortes e consistentes na categoria rainha nesta temporada”, acrescentou Pipes.[foto5]Na classe 250 da Suzuki continua a ser liderado pela equipe BarX / Chaparral Racing em 2022. A equipe BarX / Chaparral demonstrou forte desempenho no ranking amador no passado e também alcançou resultados promissores no ano passado, o primeiro da equipe nos 250 -pro series. O gerente da equipe, Larry Brooks, vai colocar em campo um grupo impressionante de atletas da Suzuki enquanto eles disputam pódios em 2022.[foto6]Derek Drake (à esquerda) e Preston Kilroy (à direita) correrão com a Suzuki RM-Z250 na Costa Leste.“A BarX e a Suzuki trabalharam com muito sucesso na construção de programas de corrida amadora de ponta antes da BarX passar no ano passado para as corridas profissionais de toda a temporada”, disse Larry Brooks Team Manager da BarX / Chaparral Suzuki Team. “Demos muitos passos positivos ao longo de 2021 e estamos muito animados para continuar como o programa de 250 da Suzuki. A BarX está focada e dedicada a competir com os melhores e garantir que o RM-Z250 esteja na lista de vitórias quando o gate cair para a temporada de 2022 ”.[foto7]Dilan Schwartz (à esquerda) e Carson Mumford (à direita) representarão a Suzuki na Costa Oeste.A equipe BarX / Chaparral Suzuki apresenta uma grande linha de quatro jovens pilotos comprovados, incluindo Dilan Schwartz, Derek Drake, Preston Kilroy e Carson Mumford. Drake e Kilroy cuidarão da série da Costa Leste, com Schwartz e Mumford se concentrando nas rodadas da Costa Oeste.Schwartz está ansioso para melhorar ainda mais sua consistência a partir de 2021; enquanto Drake está ansioso para uma temporada completa de 2022 depois que um revés médico interrompeu seus esforços de 2021. Kilroy retorna em tempo integral para a BarX após uma campanha altamente promissora em 2021 com o RM-Z250 de excelente manuseio. Kilroy alcançou resultados impressionantes no pódio no Campeonato Nacional de Motocross Amador de Loretta Lynn na Suzuki.Completando o esforço de 2022 BarX / Chaparral está Carson Mumford de Simi Valley, CA, que se junta à equipe BarX / Chaparral Suzuki para sua terceira temporada nas fileiras profissionais. A equipe BarX / Chaparral Suzuki competirá no 2022 Suzuki RM-Z250 e contará com o apoio adicional do programa Suzuki RM Army.“Estou animado para continuar a trabalhar lado a lado e administrar o desenvolvimento do Twisted Tea / H.E.P. As equipes de esportes motorizados e BarX / Chaparral são nossos esforços principais do Suzuki Supercross para a próxima temporada ”, disse Chris Wheeler, gerente de corrida da Suzuki. “Ambas as equipes têm uma dedicação ao desenvolvimento e ao aprimoramento com o qual estamos realmente entusiasmados, e a experiência e as formações de pilotos para fazer uma temporada de Supercross altamente competitiva e emocionante para a Suzuki e o Exército RM em 2022.”A Suzuki Motor USA, LLC está antecipando com entusiasmo a próxima temporada de 2022 Supercross e está emocionada por estar competindo no mais alto nível de corrida diante de multidões com essas duas equipes de corrida de primeira linha.Acompanhe os últimos resultados das corridas da Suzuki e aprenda mais sobre as motocicletas e ATVs Suzuki em SuzukiCycles.com.
O incansável Josh Hill vai substituir Bloss na abertura do AMA SX!

O incansável Josh Hill vai substituir Bloss na abertura do AMA SX!

Off Road 04/01/2022
Há duas semanas, Benny Bloss do time Tedder / Monster Energy / Lucas Oil / KTM Racing, sofreu uma grande queda na pista de treino que resultou em lesões no tornozelo e na clavícula. Ele foi submetido a uma cirurgia no tornozelo e recentemente postou que também foi submetido a uma cirurgia na clavícula e que será afastado para o início do Monster Energy AMA Supercross. Com Bloss fora dos gramados indefinidamente, a equipe Tedder recorreu ao veterano Josh Hill como piloto substituto. [foto1] “Recebi um telefonema do meu amigo @dakota na véspera do Natal que infelizmente @ bbloss73 tinha ficado ferido. Então, vou preencher @_teamtedder até que ele volte a 100%. Estou feliz em trazer meus patrocinadores @mountainmotorsports_ e @foxmoto @ridedunlop e, claro, @monsterenergy. Com pouco mais de uma semana de antecedência, vai ser difícil estar em dia. Mas estou feliz por voltar a correr em Anaheim”. [foto2] Mais recentemente, Hill pilotou a nova motocicleta elétrica Stark Future "Stark Varg" (Ver matéria neste link) como piloto de testes. Hill e Sebastien Tortelli têm sido os principais temas dos vídeos de promoção do “Lobo Forte” como ele significa na Suécia. Infelizmente, Hill não levará seu Varg aos portões iniciais do AMA Supercross - pelo menos não ainda. Ele estará em uma KTM pela primeira vez em sua carreira. O nativo de Oregon correu as três rodadas no Atlanta Motor Speedway em 2021: ele terminou em 12º no Atlanta 1 Supercross LCQ e não conseguiu se classificar para o evento principal antes de terminar em 16º e 17º nas rodadas Atlanta 2 e 3 Supercross, respectivamente, a bordo de uma YZ450F. Hill correu quatro rodadas no 2020 250SX East Region com a equipe ClubMX antes de uma lesão no quadril durante a pausa no campeonato em maio devido ao COVID-19 ter ficado de lado nas corridas restantes em Salt Lake City, Utah. Hill venceu seu primeiro evento principal da classe 450 no Minneapolis Supercross de 2008 e ganhou o quinto lugar na classificação do SX naquele ano.
SmarTop/Bullfrog Spas/MotoConcepts Honda pronta para o AMA SX!

SmarTop/Bullfrog Spas/MotoConcepts Honda pronta para o AMA SX!

Off Road 02/01/2022
O seguinte comunicado à imprensa foi feito pela SmarTop / Bullfrog Spas / MotoConcepts Honda: Spokane, Washington —SmarTop | Bullfrog Spas | MotoConcepts | Honda está pronta para enfrentar o 2022 Monster Energy Supercross Championship com uma lista de três pilotos experientes que estarão ativos nos níveis mais altos da classe 450, bem como nas regiões da costa leste e oeste da classe 250.[foto1]O time com três pilotos terá Brayton exclusivamente na 450, enquanto Friese e Oldenburg vão disputar as duas classes 450/250.[foto2]O retorno de Justin Brayton #10 ao MCR ocorre em um ponto significativo para o piloto de 37 anos, já que a próxima temporada será seu último ano como competidor em tempo integral na classe 450. Vencedor de um Main Event conhecido por consistência e velocidade, JB10 com certeza será o favorito em sua turnê de despedida. Brayton estará a bordo de uma Honda CRF450R ajustada por Shawn Ulikowski para todas as dezessete corridas.[foto3]Justin Brayton aos 37 anos deve ser o piloto mais experiente do SX...[foto4]Vince Friese #62 continua com a equipe em 2022, com o piloto de 31 anos sendo parte integrante de seu programa progressivo de 250/450. Um piloto tenaz, capaz de se defender contra qualquer um, Friese será o piloto da região Oeste na classe 250 e participará da classe 450 quando o cronograma permitir. O mecânico de longa data da MCR, Nick McCampbell, manterá as motos de corrida Honda CRF250R e Honda CRF450R.[foto5]Friese vai dar trabalho na 250...[foto6]Mitchell Oldenburg #54 é uma nova adição ao grupo e como Friese, se alinhará para a região Leste da classe 250 e selecionará corridas na classe 450. O piloto de 27 anos pode ser um dos pilotos mais rápidos na classe 250 em qualquer momento, uma característica que poucos podem reivindicar, e tem uma história impressionante na classe 450. Ao se juntar a Oldenburg na mudança para o MCR está Nathan Alexander, mecânico de carreira que cuidará das motocicletas Honda CRF250R e Honda CRF450R.[foto7]Oldenburg também vem forte na 250...As extensas sessões de testes com pilotos e apoiantes técnicos durante a pré-temporada permitiram ao MCR afinar as motos, com afinações que tiram o máximo partido do chassis ágil e dos motores potentes da plataforma Honda CRF.[foto8]Time completo.Fotos e texto: SmarTop/Bullfrog Spas/MotoConcepts Honda
Apresentação Monster Energy Pro Circuit Kawasaki, a equipe mais tradicional da classe 250!

Apresentação Monster Energy Pro Circuit Kawasaki, a equipe mais tradicional da classe 250!

Off Road 24/12/2021
Pelo 29º ano consecutivo, os esforços da Kawasaki na classe 250 serão executados pela equipe de cinco pilotos da Pro Circuit de Mitch Payton, e terá os seguintes nomes:Monster Energy / Pro Circuit / Kawasaki 2022 # 30 Jo Shimoda # 33 Austin Forkner # 47 Seth Hammaker # 48 Cameron McAdoo # 124 Jett Reynolds [foto1] A plataforma KX250 permanece a mesma de 2021, portanto, embora a chegada tardia das bicicletas tenha prejudicado seus esforços no ano passado, eles agora tiveram tempo suficiente para avaliar seu desempenho e manuseio. Olly Stone e Colter Ahrens mudaram para outros empregos, Stone na GASGAS e Ahrens em uma empresa de caminhões, o que levou a Pro Circuit a contratar Tony Archer. [foto2] KX250SR da Pro Circuit, TOP para 2022...Vamos aos pilotos...O desempenho de Jo Shimoda #30 em 2021 rendeu-lhe um contrato de vários anos com a Kawasaki.[foto3]Jo Shimoda #30[foto4]Shimoda acelerando forte a sua Kawa...Austin Forkner entra no último ano de seu contrato atual com a Kawasaki. Pelo que entendemos, este é um ano decisivo em relação ao futuro, a classe 450 na Kawasaki.[foto5]Austin Forkner #33[foto6]Forkner terá que provar o seu potencial em 2022...Seth Hammaker teve altos e baixos na temporada 2021, lesões e doenças, mas deu um pódio P1 para a equipe, graças a um contrato de vários anos, ele manterá seu lugar no time.[foto7]Seth Hammaker #47[foto8]Hammaker tem potencial para fazer uma boa temporada...Cameron McAdoo permanece a bordo da Pro Circuit 250 e vai trabalhar em estreita colaboração com o treinador Nick Wey e o piloto da 450 SX/MX, Adam Cianciarulo para fazer uma boa temporada.[foto9]Cameron McAdoo #48[foto10]McAdoo está focado na temporada 2022...Jett Reynolds, é o mais recente graduado amador do Team Green, juntou-se ao time e vai pular direto para a panela de talentos do SX; sua estreia profissional acontecerá no Supercross e entrará em seguida para o AMA MX.[foto11]Jett Reynolds #124[foto12]Reynolds vai estreiar profissionalmente no SX...Fotos em ação: Octopi MediaToda a linha de Motocicletas e peças Kawasaki você encontra na RotaK, nosso parceiro, é só clicar neste link
Apresentação Muc-Off/FXR/ClubMX, time de Enzo Lopes!

Apresentação Muc-Off/FXR/ClubMX, time de Enzo Lopes!

Off Road 23/12/2021
O ClubMX confirmou que vai começar a temporada de corridas de 2022 com uma lista de pilotos expandida e o apoio de dois novos patrocinadores. A equipe independente, agora chamada de Muc-Off / FXR / ClubMX, acompanhará todo o Monster Energy Supercross Championship e pilotos em todas as divisões da série, incluindo a participação na 250 West Coast Region e na 450 Class. [foto1] A empresa química Muc-Off e o varejista online Motosport.com juntaram-se à operação para 2022, o que refletem o compromisso de ambas as marcas com as corridas profissionais. O ClubMX desenvolveu uma reputação de manter os mesmos pilotos ano após ano, e esse apoio é evidente em sua equipe de 2022. Garrett Marchbanks, Enzo Lopes, Jace Owen, Dominique Thury e Phil Nicoletti passaram algum tempo na equipe / instalação de treinamento da Carolina do Sul nos últimos anos, fazendo de Alex Martin a única nova adição.[foto2]Muc-Off / FXR / ClubMX26. Alex Martin | 450 SX35. Garrett Marchbanks | 250 West Coast SX80. Enzo Lopes | 250 East Coast SX81. Jace Owen | 250 East Coast SX98. Dominique Thury | 250 West Coast SX715. Phil Nicoletti | 250 East Coast SX[foto3]O Muc-Off FXR ClubMX, dirigido pelo presidente do ClubMx Brandon Haas, estará competindo na costa leste e oeste do campeonato dos EUA: Monster Energy AMA Supercross pela primeira vez, bem como o campeonato Lucas Oil Pro Motocross no final de 2022 com uma enorme linha de 6 pilotos.[foto4]À frente da equipe está Alex Martin, que foi duas vezes vice-campeão do Lucas Oil AMA Pro Motocross Championship 250. Martin está liderando o caminho na classe 450 para a equipe em 2022 a bordo da Yamaha YZ450F. Ele vai competir no campeonato Supercross e Pro Motorcross completo e tem uma longa história com o ClubMx, pois se destacou como um jovem profissional enquanto treinava nas instalações.[foto5]Garrett Marchbanks lidera o time da 250 na costa oeste a bordo da Yamaha YZ250F. Marchbanks foi um finalizador do pódio em 2021 na perna do campeonato da Costa Leste.[foto6]Juntando-se a costa oeste também o alemão Dominique Thury, que corria com 464 e agora passa a usar o 98, um ex-campeão europeu de Supercross.[foto7]Phil Nicoletti, campeão da Triple Crown de 2019 e campeão canadense de 450 Supercross, está retornando ao time para a próxima temporada depois de treinar nas instalações como um novato. Nicoletti vai correr com a Yamaha YZ250F na parte da costa leste do campeonato.[foto8]Juntando-se a Nicoletti na Costa Leste, o brasileiro da classe 250, Enzo Lopes #80, Lopes terminou em quinto no Campeonato da Costa Leste de 2020 pelo ClubMX.[foto9]Na costa leste ainda terá o piloto Jace Owen, em 2020 Owens foi ex-campeão da Arenacross.Assista ao vídeo com a apresentação do novo patrocinadorIntroducing the Muc-Off FXR ClubMX AMA Supercross TeamO Muc-Off tem o orgulho de anunciar que se tornará o co-patrocinador da equipe AMA Supercross Muc-Off FXR ClubMX para a temporada de 2022.[foto10]“Estou totalmente animado para voltar ao Supercross em 2022 e trabalhar com uma equipe tão dinâmica. A visão central de Brandon realmente ressoou em nós como marca. Ser capaz de apoiar os pilotos desde as raízes e alimentá-los até o nível de elite é algo único e algo que temos feito tanto na indústria de motocicletas quanto de bicicletas há anos. Estamos ansiosos para uma incrível temporada interna e externa em 2022! - Alex Trimnell CEO Muc-Off.A Muc-Off fornecerá à equipe, incluindo pilotos e mecânicos, um suprimento completo de seus produtos inovadores de motocicleta de seus sistemas Clean, Protect e Lube. Isso inclui o renomado Nano Tech Bike Cleaner rosa; o principal produto que lançou a marca em 1994. A Muc-Off também trabalhará com a equipe para desenvolver novos produtos off-road para ajudá-los a impulsionar sua vantagem competitiva ainda mais na pista.[foto11]Capacetes Muc-Off personalizados serão apresentados ao longo da temporada, projetados pela equipe criativa interna da Muc-Off, e a equipe estará competindo em uma nova linha distinta de roupas de equipe apoiada pela FXR Racing.A temporada do Supercross começa no Angel Stadium Anaheim, Califórnia, no dia 8 de janeiro de 2022. Esta será a primeira de uma série de corridas na costa oeste.[foto12]Estrutura do ClubMX deve crescer em relação a anos anteriores, que já era TOP...“Temos crescido como equipe a cada ano e para 2022 o Muc-Off está nos ajudando a alcançar novos patamares. Com o apoio deles, será o primeiro ano que viajaremos para ambas as costas para o Supercross e correremos toda a série ao ar livre - é muito emocionante. É um prazer trabalhar com toda a equipe da Muc-Off e, como empresa, compartilhamos um grande público internacional. Fez sentido para nós formarmos uma parceria para ajudar uns aos outros a atingir nossos objetivos, e a nova temporada mostrará do que somos capazes dentro e fora da pista”. Brandon Haas Presidente do ClubMX e Team PrincipleVeja o vídeo de mais um patrocinador do ClubMX.MotoSport.com joins forces with ClubMX for 2022 and beyond.O MotoSport.com anunciou hoje o seu apoio à equipe Muc-Off / FXR / ClubMX para a temporada de pilotagem de 2022, enquanto a empresa continua a aumentar sua presença e a investir em uma longa tradição de patrocínio de pilotos e equipes.O MotoSport teve um papel ativo no apoio ao Lucas Oil Pro Motocross Championship Series nos últimos anos e voltou em 2021, após vários anos fora, como patrocinador de um time que disputava o pódio e agora continua esse esforço para 2022 com o Muc-Off / FXR / Equipe ClubMX. Portanto, os fãs de corrida de motos off road, Phil Nicoletti e Alex Martin, podem esperar ver o varejista de esportes motorizado on-line nº 1 ajudando em uma capacidade maior para as temporadas indoor e outdoor no próximo ano.
Apresentação Troy Lee Designs Red Bull GASGAS Factory Racing!

Apresentação Troy Lee Designs Red Bull GASGAS Factory Racing!

Off Road 22/12/2021
Embora houvesse sugestões iniciais de uma presença ampliada, a equipe GASGAS permanecerá com três pilotos em 2022, com um competidor da classe 450 e dois pilotos da classe 250. Eles usarão capacetes e equipamentos da Troy Lee Designs com óculos Oakley e botas Alpinestars.[foto1]Justin Barcia #51 ingressou na GASGAS por meio de um contrato de dois anos, algo que terminaria no final de 2022, mas ele já renovou nesta semana até 2023. JB51 desenvolveu ainda mais seu programa de treinamento com Wil Hahn e agora tem residência em tempo integral no sul da Califórnia. Olly Stone foi encarregado de manter a motocicleta de Barcia pronta para a corrida; Stone foi a chave inglesa de longa data de Austin Forkner na Pro Circuit.[foto2]Justin Barcia: “Estou muito feliz pelo segundo ano na equipe! No primeiro ano, nos divertimos muito e trabalhamos muito. Conseguimos duas vitórias, o que foi muito bom, mas nosso objetivo é sempre vencer o campeonato e é isso que buscamos em 2022. A equipe mudou muito esse ano. Tenho um novo mecânico, Ollie, pelo qual estou entusiasmado; e temos alguns outros caras novos, na equipe que estão fazendo um trabalho incrível. Toda a marca GASGAS é muito legal e torna o trabalho muito mais fácil quando você pode se divertir muito com a equipe. Definitivamente, temos uma equipe forte chegando este ano e, para mim, estou de cabeça baixa e trabalhando muito, me divertindo e pronto para ir ao campeonato”![foto3]A temporada de 2021 de Michael Mosiman #29 foi conhecida por seus bons resultados, mas falhou em algumas corridas. Um relacionamento bem estabelecido com a KTM e a rápida adaptação à equipe do TLD valeram a Mosiman uma extensão de contrato de dois anos.[foto4]Assim como Mosiman, os altos da temporada de 2021 ofuscaram os baixos e deram a Pierce Brown #44 outro contrato com a equipe de fábrica. Derik Dwyer cuidará da motocicleta de Brown, um emparelhamento que aconteceu depois que DD decidiu não seguir a equipe Star Racing para a Flórida.[foto5]Tyler Keefe – Chefe de Equipe: “Entrar no segundo ano com a marca GASGAS é muito emocionante. Penso que o primeiro ano correu muito bem e tivemos alguns resultados de corrida muito bons, mas, honestamente, tivemos um ímpeto positivo para a marca e para os pilotos. Trazer a diversão de volta para o nosso esporte um pouco e ser criativo em algumas coisas de marketing tem sido divertido e eu acho que uma lufada de ar fresco para a indústria de motocicletas e também para a marca Troy Lee Designs. Olhando para 2022, ter os mesmos pilotos para construir é emocionante, e trouxemos alguns novos membros da equipe para ajudar a elevar a equipe, bem como nosso novo treinador, Wil Hahn. Temos nos divertido muito e toda a equipe está trabalhando bem junta, então acho que teremos algumas corridas inovadoras este ano. Os 250 caras estão a ponto de fazer uma declaração por si próprios e se solidificarem como um dos caras a serem vencidos. Justin teve uma ótima temporada em 2021, então com ele ajustando algumas coisas aqui e ali, ele vai construir a partir disso e tentar estar na frente todas as semanas. Deve ser emocionante! ”[foto6]O time terá ainda Ryan Sipes #264 como piloto de testes e reserva do time.[foto7]Simon Cudby ficou por trás das lentes para as fotos da equipe Troy Lee Designs / Red Bull / GasGas Factory Racing. Aqui estão algumas de suas melhores fotos do dia.[foto8][foto9]Justin Barcia | 450 SX e 450 MX[foto10][foto11]Michael Mosiman | 250 SX e 250 MX[foto12][foto13]Pierce Brown | 250 SX e 250 MX
Apresentação, Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing 2022!

Apresentação, Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing 2022!

Off Road 21/12/2021
O programa da Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing pode não parecer muito diferente, mas muito trabalho foi feito nos bastidores para definir as coisas em 2022. A equipe conseguiu que Malcolm Stewart preenchesse o vazio deixado por Jason Anderson, manteve a Rockstar Energy como o patrocinador oficial (o acordo era um pouco incerto quando a Pepsi comprou a marca de bebidas), contratou os três pilotos da 250, renovou o acordo de Dean Wilson e esperou que Zach Osborne tomasse a decisão final sobre sua carreira. [foto1] Uma lesão nas costas complexa forçou Osborne a se aposentar. Embora ele tenha progredido com o problema e previamente comprometido com as corridas, um revés recente o forçou a encerrar sua carreira antes do planejado (ele declarou abertamente que mesmo que as coisas dessem certo, 2022 teria sido sua última temporada de corridas). Esta decisão significa que a Husqvarna irá colocar apenas dois pilotos na classe 450.[foto2]A determinação de Dean Wilson #15 em manter a moto branca na pista no verão passado, apesar de suas lutas com o vírus Epstein-Barr, e de um relacionamento bom com a Rockstar Energy, contribuíram para sua extensão no contrato por um ano. O DW15 manterá os apoiadores de longa data O'Neal, 100% e Alpinestars. Como muitos, Wilson afirmou que está entrando nos anos finais de sua carreira, então 2022 pode ser sua última temporada completa de SX e MX.[foto3]Malcolm Stewart #27 tem um contrato de dois anos com uma equipe de fábrica na classe 450 pela primeira vez em sua carreira. Como mencionamos muitas vezes antes, o contrato significa que Mookie (Apelido de Malcolm), competirá com as séries SX e MX completas a cada temporada e seguirá o programa de treinamento de Aldon Baker. Ele manteve Seven MX, Shoei, SCOTT e Gaerne como patrocinadores de equipamentos pessoais.[foto4]Como a KTM, todos os pilotos da Classe 450 da Husqvarna estarão a bordo da versão mais recente a FC 450. A moto será anunciada como uma “Edição Rockstar” nas próximas semanas.RJ Hampshire #24 foi um dos pilotos mais rápidos na classe 250 em 2021, mas quedas e inconsistências fizeram com que Husqvarna se recusasse a prorrogar o contrato. Felizmente, um aumento repentino no meio do verão rendeu à Hampshire um contrato de vários anos e convenceu o OEM a mantê-lo em consideração para quaisquer vagas futuras na classe 450. Ele fará a maior parte de seu programa na Baker's Factory, na Flórida.[foto5]Jalek Swoll #31 foi recompensado com um contrato de dois anos por seu progresso constante, boas finalizações e uma vitória surpreendente em High Point. Como Hampshire, Swoll passeará na Baker's Factory e poderá passar um tempo com seu amigo de longa data, Malcolm Stewart.[foto6]Embora um ano de estreia com lesões e doenças tenha impedido Stilez Robertson #50 de mostrar seu verdadeiro potencial, ele manteve seu lugar na equipe de fábrica em 2022 e começou a preparação para a pré-temporada no sul da Califórnia.[foto7]Os mesmos patrocinadores equiparão os três pilotos no programa da Classe 250 da Husky: FLY Racing, SCOTT e Gaerne.Simon Cudby ficou por trás das lentes para as fotos da equipe Rockstar Energy Husqvarna. Aqui estão algumas de suas melhores fotos do dia.[foto8]# 15 Dean Wilson[foto9]# 27 Malcolm Stewart[foto10]# 24 RJ Hampshire[foto11]# 31 Jalek Swoll[foto12]# 50 Stilez RobertsonTeam Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing 2022Dean Wilson | 450 SX e 450 MXMalcolm Stewart | 450 SX e 450 MXRJ Hampshire | 250 SX e 250 MXJalek Swoll | 250 SX e 250 MXStilez Robertson | 250 SX e 250 MXChefes de equipe | Steve Westfall, Sean Murphy, Roger De Coster[foto13]Husqvarna 2022  “Edição Rockstar” 
A SX Global será a organizadora do FIM SUPERCROSS WORLD CHAMPIONSHIP!

A SX Global será a organizadora do FIM SUPERCROSS WORLD CHAMPIONSHIP!

Off Road 21/12/2021
A Federação Internacional de Motociclismo (FIM), órgão regulador global do motociclismo, anunciou que a SX Global foi selecionada, empresa australiana altamente credenciada, para gerenciar e promover o Campeonato Mundial de Supercross da FIM na próxima década.[foto1]A SX Global irá desenvolver e gerenciar uma nova série internacional começando em 2022. Esta será a primeira vez que um Campeonato Mundial FIM, é conduzido por uma empresa com sede na Austrália. É uma confirmação adequada para um país com uma longa história de sucesso e momentos extraordinários no motociclismo profissional.[foto2]Jorge Viegas - Presidente da FIM disse: “Depois de um relacionamento forte e frutífero nas últimas duas décadas entre a FIM, Feld Entertainment e AMA, agora é hora de iniciar uma nova jornada para garantir um futuro brilhante para o Supercross. A fim de apoiar o crescimento e a viabilidade comercial da série, a FIM acredita que a SX Global tem a experiência e a capacidade de entregar um Campeonato Mundial de Supercross FIM de primeira classe. A nova série oferecerá corridas emocionantes graças à paixão e experiência estendida da equipe SX Global, com um plano que irá expandir gradualmente o Campeonato para novos países e territórios em todo o mundo”.[foto3]Os membros da SX Global foram responsáveis por grandes eventos na Austrália, inclusive levando Reed #22 e Carmichael #4SX Global reúne os criadores do AUS-X Open Supercross Adam Bailey e Ryan Sanderson, ao lado de Tony Cochrane, o presidente fundador e força motriz por trás da criação, desenvolvimento e crescimento do V8 Supercars Championship na Austrália. Adam e Ryan compartilham profunda experiência em Supercross, tendo criado e hospedado uma série de eventos do Campeonato FIM Oceania de grande sucesso desde 2015.Complementando esta equipe altamente experiente estará uma das maiores potências financeiras do mundo com um histórico estabelecido de investimento em propriedades esportivas globais, a ser anunciado quando a SX Global revelar oficialmente seus planos para o Campeonato Mundial FIM Supercross de 2022, juntamente com a confirmação de novas parcerias antecipadamente no ano Novo.[foto4]Com uma vasta experiência em esportes motorizados globais, a SX Global é uma organização empolgante para realmente levar o Supercross mundial a novas alturas em nome da FIM. Utilizando essa experiência, a nova entidade SX Global está agora se preparando para levar o Supercross a um nível global de classe mundial como o promotor do Campeonato Mundial de Supercross FIM e alcançar milhões de fãs do Supercross ao redor do globo.[foto5]Tony é um empresário experiente em grandes eventos e Presidente do Gold Coast Suns, time de rugby australiano.Tony Cochrane - Presidente SX Global acrescentou “Foi uma jornada tremenda nos últimos cinco meses reunir nossa equipe com algumas das pessoas mais experientes em todas as facetas do motociclismo, agora coordenando um foco nítido no Supercross e sua expansão global. Gostaríamos muito de agradecer à FIM pelo forte apoio à nossa visão e plano e, em particular, ao seu Presidente, Jorge Viegas, que demonstrou grande liderança ao trabalhar para concretizar tudo em tão curto espaço de tempo. Os fãs têm exigido um Supercross de classe mundial em tantos países, é um dia especial para todos os fãs e, no final do dia, os fãs são nossa consideração número um”.Mais detalhes sobre o Campeonato Mundial FIM e SX Global serão anunciados em janeiro de 2022.Assista o vídeo de apresentação...
Conheça Tanya Muzinda a piloto de MX do Zimbábue, nomeada entra as 100 mulheres da BBC!

Conheça Tanya Muzinda a piloto de MX do Zimbábue, nomeada entra as 100 mulheres da BBC!

Off Road 20/12/2021
Motocross, Tanya Muzinda #61 é nomeada entre as 100 mulheres da BBC em 2021! MONACO (Principado de Mônaco) dezembro de 2021 - Recentemente, a BBC revelou sua lista de 100 mulheres inspiradoras e influentes de todo o mundo. A lista inclui mulheres em várias áreas, incluindo Cultura e Educação, Ciência e Saúde, Entretenimento e Esporte, Política e Ativismo e mulheres do Afeganistão. [foto1] Entre as 100 mulheres inspiradoras está a piloto de motocross Tanya Muzinda. Muzinda é uma piloto de motocross de 17 anos do Zimbábue que começou a correr aos cinco anos. Com seus ganhos no motocross, ela se envolve em trabalhos de caridade, pagando mensalidades para cerca de 100 alunos que frequentam a escola em Harare. [foto2] Muzinda já visitou corridas MXGP no passado e seu objetivo para o futuro é correr no Campeonato Mundial de Motocross Feminino da FIM entre algumas das mulheres mais rápidas do mundo. [foto3] Inspirada pelo pai, um ex-motociclista, ela começou a treinar aos cinco anos. Agora com 17 anos, Muzinda espera ser a primeira negra africana a ganhar um campeonato mundial de Motocross Feminino. Em 2018, foi eleita desportista júnior do ano pela União Africana, Muzinda agora vive nos EUA e deve melhorar a sua técnica com muito treino na terra do Tio San. Instagram - https://www.instagram.com/tanyamuzinda/ Facebook - https://www.facebook.com/tanya.muzinda Matéria da BBC https://www.bbc.com/news/world-59514598 Site de Tanya Muzinda http://www.tanyamuzinda.com/ 
A dupla Jeffrey Herlings e Brian Bogers vence Ultimate Race 2021 na França!

A dupla Jeffrey Herlings e Brian Bogers vence Ultimate Race 2021 na França!

Off Road 20/12/2021
Aconteceu na França neste final de semana a Ultimate Race no circuito de Loon Plage, Jeffrey Herlings e Brian Bogers andaram em dupla nesta corrida. Na verdade, a Ultimate Race permite que você participe da mesma corrida na categoria "solo" ou "dupla". [foto1]Herlings e seu companheiro correram com o plate 01...Herlings deverá usar o 1 no MXGP. Foi Brian Bogers #1 que alinhou em primeiro para obter a melhor largada ao lado de Todd Kellett #5, que foi lançado como uma bala no início da corrida. Kellett assume a liderança e estabelece o seu ritmo para várias voltas à frente de Bogers, Mathéo Miot, Mattéo Puffet, Lars Van Berkel e Nicolas Dercourt.[foto2]Bogers largou bem, no vídeo da largada logo a frente veja no canto a boa largada do piloto...Rapidamente vimos um mano a mano entre Kellett e Bogers, enquanto Miot foi o único a acompanhar os dois líderes. Os dois homens não desistiram e foi no final das contas Bogers que assumiu a liderança em seu primeiro turno, 30 minutos de corrida. Ele deixa espaço para Jeffrey Herlings #1, que entra na pista bem na frente de Todd Kellett.[foto3]Todd Kellet #5 venceu a corrida individual...Apesar do tanque de 15 litros, Kellett não desistiu e lutou várias voltas com o Bullet. Os dois homens passam e passam novamente antes que Herlings consiga agarrar alguns segundos de antecedência a 1 hora da corrida. Ele então passa o bastão para Brian Bogers, que mais uma vez sai roda a roda com Todd Kellett.É após 1h30 de corrida que a dupla Herlings / Bogers (P1) vai escapar definitivamente e acentuar a sua diferença até à chegada para terminar com 3 minutos e 07 segundos à frente do piloto Yamaha e dos perseguidores. Vitória da dupla holandesa![foto4]A pista de areia é um grande desafio aos pilotos...Todd Kellett (P2), lutador até o final, leva o 2º lugar na scratch e vence a categoria solo. Atrás, assistimos a uma boa luta entre Mathéo Miot e Lars Van Berkel, ambos vítimas de grandes problemas de óculos ao longo da corrida. Os dois companheiros da equipe Honda SR lutaram várias voltas pelo 3º lugar antes de Van Berkel (P3) levar vantagem sobre Miot (P4).Nicolas Dercourt, embora já tenha regressado à segunda hora de corrida no Mathéo Miot, estará ligeiramente atrás e testemunhará o regresso de Jérémy Hauquier ao volante no final da corrida. Os dois homens lutarão até o último segundo da corrida de 2h30, e finalmente é Hauquier (P5) - após um ligeiro bloqueio na última curva - que cruzará a linha de chegada apenas 0,017 segundos à frente de Dercourt (P6). Os dois trocaram um aperto de mão amigável diretamente na chegada.Stéphane Watel (P7) assegura o 7º lugar após uma subida gradual. Mattéo Puffet (P8), autor de uma excelente largada de corrida - top 4 na primeira volta - foi baixando gradativamente a candência. Simon Depoers (P9) e Davey Nieuwenhuizen (P10) completaram os 10 primeiros.Resultados geral até o P40.[foto5]Veja a largada da Ultime Race....incrível o número de motos!
Conheça a revolucionária Stark VARG, a E-Dirt Bike da Stark Future!

Conheça a revolucionária Stark VARG, a E-Dirt Bike da Stark Future!

Off Road 17/12/2021
Todos nós sabemos que estamos à beira de uma revolução nas motocicletas elétricas, e como tal, você pode esperar novidades sobre as novas motos nos próximos anos. Isso provavelmente incluirá fabricantes conhecidos e novos. Acabamos de receber um relatório de uma nova empresa chamada Stark Future e sua nova moto de Motocross Stark Varg. Testada com a ajuda do ex-campeão mundial Sebastien Tortelli e Josh Hill, que acumulou centenas de horas em motocicletas elétricas, a máquina supostamente produz até 80 cavalos de potência e pesa 110 kg, o que equivale a 242 libras. Também podemos dizer que parece muito legal. O preço está listado em € 11.900, o que equivale a cerca de US $ 13.500 ou em Reais R$ 77.000,00. [foto1] A Stark Future afirma ser uma empresa multinacional, fundada em 2019 com raízes suecas, mas localizada na periferia de Barcelona. O comunicado de imprensa menciona a rapidez com que as pistas de Motocross e as áreas de pilotagem estão sendo fechadas na Europa devido ao ruído, e como isso impulsionou o desenvolvimento para colocar está Motocicleta elétrica em funcionamento antes que mais pistas desapareçam. [foto2]Veremos como as coisas se desdobram para a Stark Future no ... futuro. Aqui está o PR de hoje anunciando a moto e aqui está um site para conferir. Apenas por diversão, vasculhamos o site e descobrimos que você pode literalmente pedir uma bicicleta agora, mas a data de entrega estimada atualmente é setembro de 2022. Esta é apenas uma olhada no site, não estamos dizendo que sejam datas oficiais.Fonte: RacerX[foto3]Comunicado de imprensa da Stark FutureMudando o mundo: Apresentando a inovadora Motocicleta elétrica de Motocross Stark VARG.#Desafie-seA Stark Future nasceu para desafiar e inspirar a indústria de motocicletas à sustentabilidade. O primeiro modelo de produção em série da empresa - a moto de motocross Stark VARG - provará que a tecnologia elétrica é superior aos equivalentes a gasolina em todos os sentidos.[foto4]A Stark VARG é a primeira motocicleta elétrica a ser líder em desempenho em sua categoria.O novo modelo irá reorientar a indústria com sua tecnologia com patente pendente e recursos de design, para inspirar pilotos e pilotos em direção à sustentabilidade. A fim de superar a tecnologia tradicional, a Stark VARG foi desenvolvida do zero, construindo o trem de força e o chassi para funcionarem perfeitamente juntos e otimizando cada componente para seu propósito. É a prova física de que uma moto elétrica de motocross pode superar seus equivalentes de motor de combustão em todos os sentidos.[foto5]Múltiplas motocicletas "em uma" com configurações de potência personalizáveis ​​para imitar uma 125 dois tempos até uma 650 quatro tempos...Um motor inovador, sistema de refrigeração e arquitetura de bateria para desempenho incomparávelUm trem de força líder na classe com 80cv a 9cv por quilograma, o que significa que a Stark VARG é a moto de Motocross mais rápida do mercado.[foto6]Um conceito de chassi ultrapequeno e leve com uso de materiais premium, como fibra de carbono, magnésio e alumínio de grau aerodinâmico.Um aplicativo de configuração de corrida e motocicleta para smartphone.Carroceria revitalizada que prioriza ergonomia, conforto e desempenho, soluções de suspensão renomadas de especialistas KAYABA.Um conceito de 'passeio em qualquer lugar, a qualquer hora' graças à baixa manutenção, emissões zero e nenhum ruído.[foto7]Nenhum detalhe foi deixado intocado ou não examinado e nenhum compromisso foi assumido: A Stark VARG está em desenvolvimento há mais de dois anos e cada componente foi cuidadosamente examinado e comparado para obter o máximo desempenho e potencial. Bem como os números brutos e o manuseio excepcional, a Stark VARG atinge as metas de propriedade graças ao seu tempo de carregamento rápido e durabilidade imbatível (oferecendo uma 'moto' completa com intensidade semelhante à de um Grande Prêmio ou até 6 horas de fácil pilotagem em trilha com 1 -2 horas de recarga) e a ausência de emissões e ruído. A Stark VARG também é incrivelmente versátil. Através do brilhante aplicativo Stark Future - contido no smartphone / painel à prova d'água e resistente a choques, mantido no lugar por um novo e robusto dispositivo - a curva de potência da moto, freio motor, o controle de tração e o peso virtual do volante podem ser ajustados em poucos segundos e em até 100 'modos' de condução. Que tipo de moto você vai pilotar hoje?[foto8]O coração silencioso do Stark VARG é o premiado motor e potência, fornecendo 80 cv - 30% mais do que qualquer 450 - e com o dobro de torque. O sistema de transmissão é cercado pelo sistema de bateria de produção da Stark, que é um dos mais compactos e "densos em energia" do mundo, ostentando 6 kWh de capacidade com menos de 32 kg. O powerplant foi forjado com tecnologia avançada e idéias, como o invólucro em favo de mel de magnésio com patente pendente, suportes de célula 'dedos escorregadios', um sistema de alívio de pressão e um powerboard unilateral configurando as células da bateria. O sistema 'Flying V' da Stark VARG conecta todas as células diretamente à caixa resistente e à prova d'água. Isso traz alta condutividade para a estrutura resfriada a ar. O resultado é uma temperatura da bateria muito uniforme e regular que remove peso desnecessário para resfriamento de água ou vapor.O baixo peso é a chave para o manuseio vívido do Stark VARG. Com 110 kg, a moto apresenta a melhor relação peso-potência entre qualquer modelo em qualquer concessionária. A arquitetura do chassi usa o motor como um componente estrutural, permitindo que a Stark Future construa o quadro de motocross mais leve do mundo. A composição do quadro (e sub-seção de carbono) traz a combinação certa de flex lateral, vertical e torsional e um posicionamento de centro de gravidade inferior para otimizar a saída do Stark VARG no terreno. A bicicleta pega e gira como nenhuma outra coisa e as sensações do piloto são ajudadas pela ergonomia esguia e esportiva (adeus aos airboxes, radiadores e tanques de combustível) e plásticos redesenhados, permitindo mais economia de peso.[foto9]Olhe ao redor do Stark VARG e há detalhes que chamam a atenção. Que tal o smartphone inovador e a caixa do painel que permitem todas as preferências de configuração? E quanto à placa de deslizamento de composto duplo super-robusta, com patente pendente, 'flutuante', que elimina a necessidade de uma seção inferior do quadro e fornece proteção suprema? Ou as rodas com cubos de alumínio 6082 T6 usinados em CNC, aros 7050 T6, raios feitos na Itália de aço de alta qualidade e pneus Pirelli MX32? Depois, há também o inovador ajustador de corrente 'sistema de clique' (eliminando a necessidade de medição) e o eixo nivelado e a composição do parafuso para um perfil e proteção ainda mais eficazes. Até os pedais Stark VARG são especiais: as peças são fundidas em uma liga de aço inoxidável especial, 40% mais forte do que titânio ou aço cromolisado e são mais leves do que qualquer pedal de motocross.[foto10]“É um momento de muito orgulho para nós finalmente começarmos a falar e mostrar o Stark VARG”, disse Anton Wass, CEO e cofundador da Stark Future. “Como pilotos e fãs de motocross, sabíamos que o esporte estava em um estado crônico e estamos perdendo pistas na Europa todas as semanas. Parecia que o motocross estava indo para trás, enquanto o potencial de inovação com mobilidade elétrica está indo rapidamente para a frente. Nossa motivação nasceu da frustração com a cena e da necessidade de contribuir com algo que ajudasse nosso mundo e nosso entorno. Tem sido uma jornada fantástica até agora e é emocionante ver como o Stark VARG superou nossas expectativas. De uma perspectiva de negócios, também queríamos definir a fasquia no motocross porque é o maior desafio para as ideias de materiais e técnicas antes de passarmos a produzir uma gama completa de motocicletas on-road e off-road. Os pilotos vão adorar todo o potencial do Stark VARG e a quantidade de diversão "limpa" e fácil que ele oferece. Nosso objetivo era produzir algo mais verde e melhor, e acreditamos que qualquer pessoa que experimentar a moto concordará que alcançamos nossa visão. ”[foto11]“Quando eu pilotei a Stark VARG pela primeira vez, foi um passo para o desconhecido. A primeira impressão veio da apresentação direta; foi muito mais do que eu esperava”, comentou o Diretor de Testes e ex-Campeão do Mundo e Campeão da AMA Motocross Sébastien Tortelli. “No que diz respeito à suspensão e ao chassi, imediatamente me senti em casa. Esta é uma verdadeira moto de Motocross. Tive que aprender sobre a energia elétrica e fiquei surpreso com a rapidez com que me adaptei e como é divertido. Já fizemos bastante trabalho de desenvolvimento. O chassi é balanceado e ágil. O peso leve significa que você pode realmente se mover com facilidade e atacar os saltos e seções. Sinto-me fantástico na pista e posso correr com esta moto e é isso que pretendemos. É uma experiência incrível andar em silêncio! Você pode ouvir a forma como a moto ganha tração, o impacto das pedras e dos saltos. É uma sensação incrível”.[foto12]“Em primeiro lugar, a Stark VARG é uma das bicicletas mais bonitas que já vi”. Disse o embaixador da Stark Future e ex-vencedor da corrida AMA Supercross, Josh Hill. “É provavelmente a maior capacidade de resposta que alguma vez senti numa moto. Os designers fizeram um trabalho incrível com o chassi e a ergonomia desde o início. Havia muito pouco para ajustar. Eu também adoro a ideia de 'tamanho único': alguém com muito pouca experiência em motos de cross pode se sentir seguro e se divertir, especialmente em comparação com tentar colocar a cabeça em torno de uma 250 ou 450 nova, mas então os corredores sérios ou livres os pilotos podem torná-lo tão explosivo quanto quiserem. As possibilidades com o Stark VARG são infinitas. Depois de andar de bicicleta elétrica, é diferente de tudo”.[foto13]Branca...[foto14]Cinza, são as outras opções de cores.Sobre o Stark FutureStark Future é uma empresa multinacional, fundada em 2019 com raízes suecas, mas localizada na periferia de Barcelona. Tirando o máximo proveito da reputação da Catalunha como um dos 'hotspots' do off-road da Europa, a Stark Future foi capaz de construir uma equipe dedicada, apaixonada e experiente da nata das indústrias de motocicletas e eletrônica de potência. Eles rapidamente começaram a trabalhar no primeiro modelo de um ambicioso catálogo de motocicletas elétricas de última geração. O resultado é o Stark VARG. A tecnologia altamente avançada foi devidamente desenvolvida na fábrica da empresa, onde as linhas de montagem robótica produzirão o Stark VARG e os próximos modelos sob encomenda. O próprio Stark VARG é uma forte definição dos valores da empresa. A Stark Future quer desafiar a norma para melhorar a forma como as coisas são feitas, buscar o limite.https://starkfuture.com/Seb Tortelli, Josh Hill and Mat Rebeaud ride the Stark VARG
Equipe Honda HRC, os Reds estão prontos para a batalha!

Equipe Honda HRC, os Reds estão prontos para a batalha!

Off Road 16/12/2021
A equipe Honda HRC continua seu esforço com quatro pilotos em 2022, com Ken Roczen e Chase Sexton na classe 450 e os irmãos Lawrence na classe 250. Houve um punhado de mudanças na equipe sênior dentro do grupo, incluindo a aposentadoria de Eric Kehoe, a promoção de Lars Lindstrom a Gerente de Equipe e a contratação de Grant Hutcheson como Chefe de Equipe 250. [foto1]Ken Roczen #94 fecha o último ano de seu contrato atual com a Honda, um acordo de três anos que ele fechou em 2019 que inclui participação na SX e MX. Quanto tempo mais KR94 planeja correr? Essa é uma pergunta comum para os pilotos vermelhos agora, e esperamos que seja um grande tópico em 2022. O kit Fox Racing da cabeça aos pés / capacete pintado da Red Bull de Ken também permanecerá.[foto2]Roczen tem uma grande torcida para tentar o título na 450SX...O contrato não parece muito diferente para Chase Sexton #23, que ainda tem dois anos pela frente em seu contrato inicial com a Team Honda HRC (vai até 2023) e continuará a operar equipamentos Alpinestars / óculos 100% / Monster Energy. As pessoas próximas a ele mudaram, no entanto; A saída de Jade Dungey para a Red Bull KTM exigiu um novo mecânico, uma função que Brandon Zimmerman assumiu, e Sexton não está mais trabalhando na sua técnica com James Stewart.[foto3]Acostume-se com Jett Lawrence #18 nos equipamentos Honda. O atual campeão de 250 MX tem alguns anos restantes em seu contrato atual, o que deve ser tempo suficiente para vê-lo através das fileiras de pequeno porte, mas ideias e cronogramas para uma eventual mudança para a classe 450 já estão sendo discutidos. Os acordos de endosso com a Alpinestars, 100% e a Red Bull também permanecerão em vigor.[foto4]Os laços de Hunter Lawrence #96 com a Honda também são sólidos, então não espere vê-lo em mais nada em breve. Um punhado de vitórias em corridas e classificações gerais do campeonato deram ao irmão mais velho o reconhecimento muito necessário na classe 250 e o patrocínio da Red Bull.[foto5]Os dois irmãos Lawrence estarão a bordo da mais nova edição da Honda CRF250R.[foto6]Ken Roczen | 450 SX e 450 MX[foto7]Chase Sexton | 450 SX e 450 MX[foto8]Jett Lawrence | 250 SX e 250 MX[foto9]Hunter Lawrence | 250 SX e 250 MX[foto10]Chefes de equipe | Lars Lindstrom, Naoki Serizawa, Bill Savino, Brandon WilsonFotos: Honda HRC – EUA.O time acaba de fechar uma extensão de mais três anos com a Yoshimura.
Team Monster Energy Kawasaki, pronto para o AMA SX!

Team Monster Energy Kawasaki, pronto para o AMA SX!

Off Road 15/12/2021
A Monster Energy Kawasaki manterá seu plano testado e comprovado de dois pilotos em 2022, agora com Jason Anderson #21 e Adam Cianciarulo #9 nos comandos da KX450. A equipe passou por duas mudanças notáveis, com o mecânico vencedor do campeonato Brian Kranz passando para uma função interna e a adição de Jason Montoya como uma chave inglesa, mas o resto da equipe permanece essencialmente o mesmo. Ambas as motos serão equipadas com componentes de suspensão da Showa, uma mudança que se deve em parte à saída de Eli Tomac.[foto1]De certo modo, Cianciarulo tornou-se o piloto líder de fato na Monster Energy Kawasaki, um processo de desenvolvimento que remonta aos seus dias em 65cc com a Team Green. O plano atual de AC9 é passar a maior parte do período de entressafra no sul da Califórnia com a equipe e o treinador Nick Wey. Um contrato cara a cara com a Fox Racing continuará em 2022. Cianciarulo está no meio de um contrato de vários anos com a Kawasaki, e as negociações de uma renovação vão se intensificar mais cedo ou mais tarde.[foto2]A mudança de Anderson para a Kawasaki é uma mudança tremenda. O acordo de dois anos é visto como um potencial rejuvenescedor, já que junta Anderson com o mecânico Jason Montoya e o chefe da equipe Theo Lockwood, o coloca em uma motocicleta com estrutura de alumínio pela primeira vez em sua carreira profissional e impulsiona uma mudança para o sul da Califórnia para preparação e prática convenientes. Anderson manteve os patrocinadores Alpinestars, Airoh e SCOTT.[foto3]Broc Tickle continua em sua função de teste ativo na Monster Energy Kawasaki, e pode ser chamado como piloto substituto caso a equipe precise em 2022.[foto4]Adam Cianciarulo #9 “Estou pronto para a temporada de 2022. Tive muitas experiências excelentes nas minhas duas primeiras temporadas com a equipa. Fizemos grandes avanços juntos e estamos posicionados para ter o nosso melhor desempenho neste ano de corridas que se aproxima. Estou ansioso para continuar a melhorar e alcançar nossos objetivos juntos”.[foto5]Jason Anderson #21 “É ótimo entrar para a equipe de corrida Monster Energy Kawasaki em 2022. Estou pronto para começar a trabalhar com a equipe para ter uma corrida de sucesso logo de cara quando formos correr em janeiro. A moto está comprovada e os muitos elogios da equipe falam muito sobre o que podemos alcançar juntos. Estou ansioso pelos bons tempos que virão”.Fotos dos pilotos Kawasaki por Octopi Media[foto6][foto7]Adam Cianciarulo #9[foto8][foto9]Jason Anderson #21No Brasil tudo em Kawasaki você encontra no nosso parceiro RotaK, é só clicar neste link.
Apresentação da nova equipe do MXGP, Red Bull GASGAS Factory Racing!

Apresentação da nova equipe do MXGP, Red Bull GASGAS Factory Racing!

Off Road 15/12/2021
Preparando-nos para o que será nossa terceira temporada do Campeonato Mundial de Motocross da FIM, estamos empolgados em canalizar nossos esforços de corrida por meio de uma nova equipe em 2022, a Red Bull GASGAS Factory Racing! [foto1] Continuando nossa busca por troféus de campeonato mundial, com uma linha de pilotos super jovem e super talentosa, estamos almejando alto com um foco renovado no sucesso na MXGP e MX2. Liderando-nos para a batalha na classe MXGP está o bicampeão mundial da MX2 Jorge Prado #61, enquanto na MX2, o número quatro do mundo, Mattia Guadagnini #101, competirá ao lado do jovem alemão Simon Langenfelder #516.[foto2]Entrando em sua terceira temporada de competição no altamente competitivo Campeonato Mundial MXGP, Jorge Prado mal pode esperar que o portão caia na primeira rodada. Após duas temporadas de testes, mas altamente gratificantes na classe rainha, o espanhol superou lesões e doenças para se estabelecer rapidamente como um dos principais protagonistas da MXGP. Trazendo para a mesa tudo o que aprendeu nos últimos dois anos, Prado agora tem tudo para lutar pelo seu terceiro título mundial.[foto3]Liderando nosso esforço no Campeonato Mundial MX2 está o adorável italiano Mattia Guadagnini. Sem dúvida o melhor estreante na campanha de 2021, o jovem de 19 anos garantiu duas vitórias em Grandes Prémios e quatro pódios gerais a caminho de terminar em quarto na classificação final. Com uma sólida temporada de estreia em seu currículo, o italiano está ansioso para começar com as novas cores de sua equipe, no mesmo local em que garantiu sua primeira vitória na classe MX2 - Matterley Basin.[foto4]Se juntando à equipe e começando seu terceiro ano de corrida com um MC 250F no Campeonato Mundial MX2 está Simon Langenfelder. Completando sua primeira temporada completa em 2021 (lesão encerrou prematuramente sua campanha em 2020), o jovem se estabeleceu como um grande titular com incrível consistência, terminando o ano em um merecido 10º lugar no geral. Com o objetivo de trazer um pouco mais de velocidade aos GPs em 2022, Simon está no caminho certo para lutar pelas cinco primeiras posições regularmente.[foto5]Langenfelder #516 é a jovem promessa da equipe...[foto6]Jorge Prado #61: “É um sentimento muito especial para mim, como espanhol, competir pela GASGAS com a sua herança espanhola, mal posso esperar para começar a correr com as minhas novas cores em fevereiro. Começar a temporada cedo é perfeito para mim, porque prefiro correr e já me sinto óptimo com a nova moto, por isso estou mesmo entusiasmado com a primeira corrida. Aprendi muito nas últimas duas temporadas de MXGP e sinto que posso melhorar ainda mais meu nível em 2022. Com certeza não será fácil e estarei correndo contra alguns dos melhores pilotos do mundo que têm muito mais experiência, mas me sinto pronto para batalhar com eles mais uma vez. Com o que aprendi durante os últimos dois anos, acredito que posso correr para a frente de forma mais consistente e estou animado para começar a nova temporada. ”[foto7]Mattia Guadagnini #101: “Estou muito animado para a temporada de 2022 e fazer parte da Red Bull GASGAS Factory Racing é simplesmente incrível. As novas cores são tão boas e a configuração parece incrível! É ótimo ficar dentro da mesma estrutura de equipe, pois é como se fosse uma grande família, o que é muito importante para mim. Todo o trabalho árduo que colocamos no último ano realmente valeu a pena, pois eu tive uma ótima temporada em 2021, foi ainda melhor do que eu esperava. Com certeza foi um ano incrível e com mais um inverno juntos acredito que em 2022 poderemos ser ainda melhores com as novas motocicletas GASGAS. A primeira rodada não está muito longe agora e estou muito animado para começar em Matterley Basin. É uma das minhas pistas favoritas e foi onde ganhei minha primeira moto MX2, então tenho boas lembranças daquele lugar.[foto8]Simon Langenfelder #516:  “Nova equipa, mesmas cores! É muito emocionante para mim continuar a correr nas bicicletas GASGAS. Com o apoio e orientação desta equipe experiente, acho que posso realmente progredir no Campeonato Mundial MX2. Passei muito tempo na Itália com meus novos companheiros de equipe recentemente e tudo é muito positivo. Estou gostando muito desse novo ambiente e estrutura de equipe. Este período de entressafra não é tão longo quanto no ano passado, mas com certeza posso fazer melhorias. Uma coisa em que estarei trabalhando é minha velocidade, para ser mais rápido nas primeiras voltas de cada corrida, já que a intensidade após a queda do portão é muito alta. Mas, no geral, o futuro parece muito bom e acho que 2022 será o ano em que meus resultados melhorarão para o próximo nível. ”[foto9]Claudio de Carli - Gerente da equipe Red Bull GASGAS Factory Racing: “É uma etapa emocionante e uma grande honra liderar o GASGAS em MXGP na próxima temporada. Com os pilotos que temos, Jorge, Mattia e Simon, acredito firmemente que podemos lutar pelos títulos do Campeonato Mundial MXGP e MX2 em 2022. Faltam pouco mais de dois meses para a primeira rodada em fevereiro e já estamos antes do previsto para estar pronto para a rodada de abertura no Reino Unido. Temos três pilotos muito talentosos e, do ponto de vista técnico, sei que temos as melhores motos. É o início de um novo capítulo e a equipe mal pode esperar para começar a nova temporada com um visual totalmente novo”.[foto10]Robert Jonas - VP Motorsports Offroad: “O projeto GASGAS tem sido empolgante desde o início, e a partir de 2022 a GASGAS terá uma presença ainda mais forte no Campeonato Mundial de Motocross FIM. Concentrar o esforço de corrida em uma equipe, com três pilotos incrivelmente talentosos em MXGP e MX2, é um passo positivo para todos os envolvidos e que acreditamos que irá estabelecer a GASGAS como uma das equipes mais fortes do campeonato. Antes do campeonato de 2022, há um curto período de entressafra, mas sabemos que a equipe e os pilotos estarão mais do que prontos para a primeira fase em fevereiro”.Fotos: Imprensa/GASGAS
Team Tedder KTM 2022

Team Tedder KTM 2022

Off Road 13/12/2021
A Equipe Tedder / Monster Energy / Lucas Oil / KTM Racing está animada para anunciar que sua equipe de Supercross 2022, terá Benny Bloss e Kaeden Amerine. O Ex-piloto da Equipe Tedder, Dakota Tedder, estará administrando a equipe.[foto1]Benny Bloss #73 representará o Team Tedder na classe 450, pilotando com a placa # 73. Benny ganhou o 450x Rookie of the Year em 2018 e ganhou o AMA Horizon Award em 2015 como o jovem piloto mais promissor do país a entrar no ranking profissional. Ele teve muitos resultados entre os 10 e 5 primeiros ao longo de sua carreira de piloto e terminou em 17º no Campeonato Mundial Monster Energy Supercross 2020 da AMA.[foto2]Kaeden Amerine #123 junta-se a nós para sua temporada de estreia na classe 250 e estará ostentando a placa # 123. Ele terminou sua carreira Amador no Loretta Lynn nas classes 250 Pro Sport e Open Pro Sport. Durante seu tempo como amador, ele ganhou vários eventos Supercross Futures e subiu ao pódio no 250 Pro Sport em Loretta Lynns.[foto3]Mantendo as coisas em família, o piloto aposentado do Supercross Dakota Tedder chefiará a equipe como gerente da equipe. Dakota competiu nas classes 250x e 450x Supercross. Ele está ansioso para assumir a função de gerente e apoiar os novos pilotos.[foto4]Este ano, a Equipe Tedder continuará a ser patrocinada pela Monster Energy, Lucas Oil, KTM, Hampton Tedder Electric, Ogio, Scott, Dunlop, Thor, Renthal, Acerbis, Decal Works, Componentes SDG, Twin Air, e AP Designs.[foto5]Acompanhe no Instagram enquanto o Team Tedder compete na temporada 2022 Supercross:Benny Bloss : @ bbloss73Kaeden Amerine : @ kaeden_32Dakota Tedder : @DakotaTeam Tedder: @_teamtedder[foto6]Dakota Tedder...Chefe de equipeA Equipe Tedder é uma equipe de corrida familiar que opera com valores familiares e se dedica às alegrias do Supercross e do Motocross. O patriarca Matt Tedder e seus 5 filhos formaram o elenco do Team Tedder desde pequenos no Circuito Nacional Amador até a arena profissional de AMA Monster Energy Supercross e AMA Lucas Oil Motocross. Para obter mais informações sobre o Team Tedder e para se manter atualizado sobre as últimas notícias do Team Tedder Supercross, visite TeamTedderRacing.com.
Temporada do Brasileiro de MX é finalizada em Ibirubá, conheça os campeões!

Temporada do Brasileiro de MX é finalizada em Ibirubá, conheça os campeões!

Off Road 13/12/2021
A cidade de Ibirubá no Rio Grande do Sul, recebeu nos dias 10, 11 e 12 de dezembro o Campeonato Brasileiro de Motocross, para a sua grande final que revela os campeões depois de sete etapas.[foto1]O grande nome da final foi Fabio Santos #38O evento começou na sexta-feira e já teve três campeões antecipados, MX1 Fabio Santos, MX2 Lucas Dunka, que fez história com sua 250 2 tempos e na MX3 Roosevelt Assunção cravou mais um campeonato na carreira...[foto2]Lucas Dunka fez história...Já no sábado foram mais alguns títulos Heitor Matos (50cc), Willian Aparecido (MX4), Adilson Araújo (MX5), Maiara Basso (MXF) e Kevyn de Pinho (65cc).[foto3]MXF a Campeã Maiara Basso comemorou o título no sábado à noite...Pela primeira vez no Brasileiro de Motocross foram disputadas provas noturnas. As categorias 50cc, 65cc e MXF foram realizadas na noite de sábado (11/12), válidas pela sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021, em Ibirubá (RS). Pela primeira vez no campeonato, a programação noturna marcou a história da competição.[foto4]Outro destaque - Ação “Carbono Zero”A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) realizou a ação “Carbono Zero”, em Ibirubá (RS). Os pilotos de várias equipes participaram do plantio de árvores frutíferas. Esse projeto tem o objetivo de contribuir para um mundo mais verde e ajudar o meio ambiente.[foto5]No domingo mais definições, na Nacional Peterson Filho foi o campeão...MX2 Junior Guilherme Bresolin e MX Junior Bernardo Tibúrcio, eles definiram os últimos campeões da temporada.As competições de 2021 foram marcantes, cada etapa realizada deixou uma história, agora seguimos para o Brasileiro de Motocross 2022, com datas marcadas para os dias 25, 26 e 27 de março, na cidade de Sorocaba (SP).Campeões 2021MX 1 - Fabio Santos #38MX 2 - Lucas Dunka #1MX 3 - Roosevelt Assunção #1MX 4 - Willian Guimarães #21MX 5 - Adilson Maguila #211MXF - Maiara Basso #8MX 2 Junior - Guilherme Bresolin #109Nacional - Peterson Filho #32MX Junior - Bernardo Tibúrcio #365cc - Kevym de Pinho #5250cc - Heitor Matos #33Para ver resultados completos site da CBM[foto6]Fabio e seus familiares...O campeão da MX1 é brasileiro, depois de muitos anos na mão de pilotos estrangeiros!Fotos: Celeiro / CBM(Fabio Santos, fotos Yamaha)Assessoria de Imprensa CBM
Team Red Bull KTM apresenta equipe e novas motos para 2022!

Team Red Bull KTM apresenta equipe e novas motos para 2022!

Off Road 10/12/2021
Comunicado à imprensa KTM: Uma equipe sólida de quatro pilotos da Red Bull KTM Factory Racing está pronta para entrar no AMA Supercross Championship 2022 a bordo dos modelos novos KTM 450 SX-F FACTORY EDITION e KTM 250 SX-F FACTORY EDITION. Faltando apenas um mês para o início da série, a equipe Red Bull KTM Factory Racing reuniu-se em Murrieta, Califórnia, para comemorar o lançamento das máquinas da nova geração que todos os pilotos pilotarão ao longo da temporada.[foto1]Cooper Webb, Marvin Musquin e Aaron Plessinger vão estrear oficialmente a nova KTM 450 SX-F FACTORY EDITION na abertura do Anaheim SX em 8 de janeiro de 2022, enquanto Max Vohland está definido para competir com o KTM 250 SX-F FACTORY EDITION no Classe 250SX.[foto2]Webb, o atual campeão do 450SX, exibirá orgulhosamente a placa número um a bordo da nova moto enquanto se prepara para defender seu título pela segunda vez em 2022. O jovem de 26 anos teve uma temporada excepcional de Supercross em 2021, arrebatando metade de os Eventos Principais para um total de oito vitórias na classe empilhada. Ele teve um desempenho constante no Campeonato AMA Pro Motocross, terminando em quarto lugar geral no campeonato, e agora seu foco é trazer títulos consecutivos no Supercross.[foto3]Cooper Webb: “Estou muito animado para a próxima série. Vai ser muito bom defender novamente a placa número um, trabalhamos muito no ano passado para conquistar o campeonato. Temos uma moto totalmente nova este ano e isso é óptimo. Também temos nos divertido com a dinâmica da nova equipe e com Aaron [Plessinger] na equipe.  Já fui colega de equipe dele antes, então foi ótimo reunir e ter um time de três homens no 450, com Max no 250. Estou ansioso por isso. ”Retornando para sua 12ª temporada com a Red Bull KTM, Musquin estará entre os competidores mais difíceis de Webb, já que o piloto francês busca ganhar o título por conta própria com foco apenas no supercross em 2022. Musquin teve seu quinhão de batalhas voltando de lesão na última temporada, mas ele conseguiu terminar forte com resultados de 1-2 nas duas rodadas finais e ele espera aproveitar esse momento quando o gate cair em janeiro.[foto4]Marvin Musquin: “É sempre emocionante ir para uma nova temporada, especialmente este ano com uma nova moto. É algo que eu estava ansioso para fazer - nós progredimos e ainda estamos aprendendo a ser ainda melhores, então é super empolgante. Estamos entrando em meu 12º ano com a Red Bull KTM aqui na América. É muito especial e estou sempre muito honrado por fazer parte da família Red Bull KTM e por mais um ano e conquistar grandes feitos. Vai ser uma equipa muito forte para esta nova temporada! ”Juntando-se aos veteranos na pista pela primeira vez está o recém-chegado da Red Bull KTM, Aaron Plessinger, a bordo da máquina # 7. Como seus companheiros de equipe, Plessinger tem trabalhado arduamente em seu treinamento de pré-temporada em grande expectativa por sua estreia com a equipe em Anaheim. Conseguindo o seu primeiro pódio de 450 no Daytona SX de 2021, Plessinger apresentou resultados consistentes durante toda a temporada para ficar entre os cinco primeiros no campeonato e o jovem de 25 anos agora tem os olhos postos na contenção do pódio em 2022.[foto5]Aaron Plessinger: “É uma realização incrível para mim ingressar na equipe Red Bull KTM Factory Racing. Meu pai costumava correr para a KTM no GNCC e ganhou alguns campeonatos, então é muito especial para mim fazer parte desse time. Meu objetivo é conseguir o máximo de vitórias em corridas que puder e tentar ganhar mais alguns campeonatos para esses caras. Meu tempo está chegando e eu sinto que este ano vai ser um ano muito bom com dois grandes companheiros de equipe - Cooper e Marvin - acho que podemos realmente causar alguns danos lá fora. A nova moto é incrível. Eu amo essa coisa, é tão ágil e leve que posso colocá-lo onde quiser e a suspensão funciona muito bem. Acho que vai ser um ano muito bom e estou ansioso por isso”.Maximus Vohland retorna à equipe Red Bull KTM Factory Racing para sua segunda temporada na divisão de 250 cc. O jovem de 18 anos perdeu grande parte de sua temporada de estreia nas 250SX devido a uma lesão sofrida no início, mas voltou forte para o AMA Pro Motocross Championship com um resultado entre os 10 primeiros na classe 250MX. Com mais experiência a bordo do KTM 250 SX-F FACTORY EDITION, Vohland buscará o pódio em sua primeira temporada completa de competição de Supercross.[foto6]Max Vohland: “Tem sido um excelente período de entressafra e estou ansioso por 2022 com os novos companheiros de equipa e a nova moto. Parece fresco e estou ansioso por isso. A nova EDIÇÃO DE FÁBRICA tem sido incrível, todo o pacote tem sido ótimo, desde a suspensão até o chassi e no que diz respeito ao motor - estamos avançando todos os dias. Tenho apenas três corridas de SX no meu currículo, por isso tenho um pouco de experiência, mas penso que este tempo extra que tive com a moto durante o período de entressafra ajudou muito e sinto-me um piloto completamente diferente do anterior ano, sinto-me muito à frente de onde estava no ano passado para esta nova temporada que se aproxima.”[foto7]Ian Harrison, gerente da equipe Red Bull KTM Factory Racing: “A equipe se expandiu este ano com três 450 caras e Max em seu segundo ano como piloto de 250, além de termos novas motos em toda a linha. Estamos entusiasmados com isso. Houve muito trabalho e muitas horas de teste nas motos aqui e na Áustria e fizemos bons progressos em ambos os lados. Estamos ansiosos para correr no início de janeiro. Temos uma boa plataforma e os caras estão felizes por começar a temporada.”[foto8]KTM 250 SX-F Factory EditionEm relação à escalação da equipe, Harrison acrescentou: “A dinâmica da equipe é ótima agora. Acho que Aaron traz aquele verdadeiro estilo de 'vida amorosa' para a equipe, o que é bom. Cooper parece feliz com a sua nova moto, está a fazer bons progressos e estou entusiasmado para ver o que pode fazer. Acho que Marvin vai surpreender a todos nós. Ele teve um bom período de entressafra e foi muito bem quando foi para a Europa correr com o SX, então acho que ele vai se sair muito bem. Com Max, estamos ansiosos para ver o que ele pode fazer na nova moto com um atestado de saúde limpo nesta temporada. Estamos entusiasmados para fazer as coisas rolarem aqui em um mês. ”[foto9]KTM 250 SX-F Factory EditionOs modelos novos da KTM, por hora são comercializados apenas nos EUA.O AMA Supercross Championship 2022 começa no sábado, 8 de janeiro, com o esperado retorno de Anaheim 1 dentro do popular Angel Stadium do sul da Califórnia.Fotos: KTM Image
Monster Energy Star Racing Yamaha, a esquadra azul está pronta para o SX 2022!

Monster Energy Star Racing Yamaha, a esquadra azul está pronta para o SX 2022!

Off Road 09/12/2021
A Monster Energy / Star Racing / Yamaha, terá a maior e provavelmente a mais talentosa lista de pilotos de todos na área dos boxes, com três campeões defensores de títulos e dois campeões de várias vezes que estarão a bordo de suas motos de corrida YZF.[foto1]A equipe da equipe passou por mudanças significativas na entressafra, uma rotatividade atribuída à mudança de para a Flórida, a construção de um novo QG na Fazenda GOAT e outros procedimentos internos. Os mecânicos Matt Winters, Derek Rankin, Derik Dwyer e Jason Montoya mudaram para novos cargos longe da Star Racing, o técnico Grant Hutcheson mudou de OEMs e Seth Rarrick deixou o cargo depois de passar um verão no cargo de Gerente de Equipe 250. A equipe trabalhou para preencher as vagas e recentemente contratou Daniel Castloo, Aaron Clout e Brent Duffe para ajustar as motocicletas, além de Jensen Hendler para supervisionar o programa da Classe 250.[foto2]A adição de Eli Tomac #3 é de longe a mais importante da temporada de assinaturas, uma jogada que aumentará a participação de ET na configuração da moto e pode iniciar a próxima parte de sua carreira. Ouvimos dizer que este novo contrato é de um ano, com opção de prorrogação se as coisas correrem bem. Tomac permanecerá no Colorado durante grande parte da temporada, mas viajará para a Flórida / Califórnia para testar a equipe quando necessário e manter os patrocinadores Alpinestars, Bell, Oakley e PPG. Além disso, o mecânico da Star Racing Josh Ellingson foi designado para trabalhar com Tomac, uma mudança que o afastará do piloto de longa data Justin Cooper.[foto3]Dylan Ferrandis #14 (1 MX), permanecerá na Star Racing até 2022, e dado seu recente investimento no programa, incluindo uma mudança em tempo integral para a Flórida, parece que ele estará lá para ficar no futuro próximo. O campeão de 450 MX manterá muitas coisas iguais, incluindo um programa de treinamento liderado por David Vuillemin, negócios com Bell / THOR / 100% / Alpinestars e o mecânico Alex Campbell.[foto4]Christian Craig #29 vai continuar a dividir o seu tempo entre as 250 no SX e as 450 no MX com a Star Racing em 2022. Até onde sabemos, ele é atualmente o único piloto com suporte de fábrica a ter este tipo de negócio. Craig é um dos três pilotos no programa da classe 250 da equipe que espera que seus resultados de 2022 resultem em uma posição em tempo integral na classe 450 com uma equipe de fábrica em 2023. Brent Duffe será seu mecânico durante toda a temporada.[foto5]O atual campeão das 250 SX da Costa Leste, Colt Nichols #45, continuará seu mandato com a Star Racing em 2022 e é um dos três pilotos no programa da classe 250 da equipe que espera que seus resultados de 2022 resultem em uma posição em tempo integral na Classe 450 com uma equipe de fábrica em 2023. Algumas coisas importantes mudaram para Nichols na entressafra: ele contratou David Vuillemin para servir como treinador, viu o mecânico Matt Winters deixar a indústria para um show no Space X e contratou Aaron Clout.[foto6]O atual campeão da Costa Oeste das 250 SX e vice-campeão das 250 MX, Justin Cooper #32, ficará com a Star Racing em 2022; uma extensão de contrato assinada em 2020 garante que ele passará toda a sua carreira na classe 250 a bordo de uma moto azul. Como mencionamos na introdução, ele perdeu o mecânico Josh Ellingson para o Tomac, mas já começou a trabalhar com Daniel Castloo.[foto7]Jeremy Martin #6 permanece com a Star Racing por meio de uma extensão de contrato de um ano e é outro piloto que espera que um 2022 forte consiga uma posição com uma equipe de fábrica da classe 450 em 2023. Seu tempo entre Minnesota, Flórida ou Colorado enquanto ele volta à forma de pilotagem após uma lesão no pulso. A entressafra será um período importante para Martin porque os testes necessários dobrarão como o trabalho inicial com um novo mecânico; Derik Dwyer mudou-se para a equipe GASGAS.[foto8]Nate Thrasher #49, vencedor de dois eventos principais do 250 SX em 2021, retornará para mais um ano no Star Racing. Uma lesão no ombro interrompeu a temporada de estreia de Thrasher, mas ele se recuperou e está de volta à moto na Flórida.[foto9]A temporada de 2022 será a primeira de Levi Kitchen #59 como profissional em tempo integral, e um extenso contrato com a Star Racing o manterá em uma moto azul pelos próximos anos. Uma omoplata quebrada atrapalhou a preparação de Kitchen para a entressafra, mas não deve ser uma longa recuperação nem um problema sério.[foto10]Bobby Regan, proprietário do time terá um batalhão para comandar em 2022 e com certeza terá grandes resultados.Os pilotos da classe 250 da equipe usarão equipamentos Bell / THOR / 100% / Alpinestars ao longo do ano.Fotos: Team Star Racing
Kawasaki contrata Ben Watson para seu time no MXGP!

Kawasaki contrata Ben Watson para seu time no MXGP!

Off Road 08/12/2021
A Kawasaki confirma que Ben Watson será o novo companheiro de equipe de Romain Febvre na próxima temporada, juntando-se ao francês no ataque da Kawasaki Racing Team no Campeonato Mundial de Motocross FIM MXGP.[foto1]Considerado um dos jovens britânicos mais promissores dos últimos anos, Ben Watson teve uma sólida temporada de estreia no MXGP neste ano de 2021, ganhando experiência à medida que o ano avançava nesta classe altamente competitiva para culminar sua temporada com a medalha de ouro MXGP no Motocross de Nações. Ben acabou perdendo os dez primeiros no ranking final da série MXGP por alguns pontos, mas terminou entre os dez primeiros em nada menos que dez rodadas, com um quinto no geral como seu melhor resultado na rodada holandesa da série.O jovem de 24 anos, natural de Nottinghamshire, na Inglaterra, apareceu pela primeira vez no cenário internacional quando disputou as séries europeias aos dez anos, vencendo sua primeira corrida na classe de 65cc. Ele progrediu nas classes e tem impressionado ao longo de sua carreira adulta, começando com um quinto lugar no EMX250 e a vitória no mundialmente famoso Enduro du Touquet na classe Junior. Classificado entre os cinco primeiros no Campeonato Mundial MX2 em 2018 e 2020, ele provou sua habilidade em todas as superfícies nos estágios finais da última temporada com vitórias em GPs nas pistas amplamente diferentes de Lommel na Bélgica e Pietramurata na Itália antes de mudar para a primeira classe do MXGP em 2021.[foto2]Watson finalizou na 11ª posição o MXGP 2021...O gerente da Kawasaki Motors Europe Racing, Steve Guttridge, está convencido de que Ben será um forte companheiro de equipe para Romain Febvre: "Foi um processo difícil de tomada de decisão junto com os líderes de projeto no Japão sobre quem deveria finalmente ocupar o segundo lugar dentro de nossa equipe MXGP de fábrica. Temos um foco claro em Romain para lutar pelo título, mas o futuro chega, um companheiro de equipe mais jovem e rápido que pode crescer no programa MXGP também é muito importante. A dupla já tem um relacionamento próximo, pois já treinaram juntos muitas vezes no passado e Ben já experimentou uma sólida temporada de estreia na classe MXGP, o que leva uma grande curva de aprendizado extra para os pilotos vindos da MX2 para terem sucesso nos dias de hoje. Dentro da Kawasaki Racing Team, acreditamos que a equipe pode ajudar Ben a dar esse passo em sua carreira em 2022. "[foto3]Watson vai pilotar a Kawasaki pela primeira vez na carreira...Ben tem agora um pouco mais de dois meses, para se preparar para a rodada de abertura do Campeonato do Mundo de 2022, que vai começar na Inglaterra em 20 de fevereiro em Matterley Basin.Ben Watson - “Estou realmente ansioso por este novo começo. Eu estive com outras marcas quase toda a minha vida e a Kawasaki é uma que nunca usei antes, então começar de novo com novas cores é definitivamente algo de que preciso nesta fase da minha carreira. Tive alguns altos e baixos durante a minha temporada de estreia no MXGP este ano, mas acho que provei em várias ocasiões, como nas Nações e em vários outros GPs, que tenho o que é preciso para correr na frente. Estava a faltar algumas coisas, mas vou juntar-me a um grupo de rapazes e a uma moto que realmente acredito que me vão ajudar. Estou muito animado para colocar minha perna sobre o KX450-SR. O plano é se acostumar com a motocicleta antes do Natal; para ter uma ideia do manuseio, da entrega de potência e resolver algumas pequenas coisas como a altura do assento, a posição das barras e assim por diante. Estou ansioso para trabalhar com Romain e toda a equipe e acho que isso é exatamente o que preciso como um pacote para dar o próximo passo. Serão alguns meses difíceis até o GP de abertura em Matterley em fevereiro, mas uau, que começo para minha carreira na Kawasaki no GP em casa com todos os fãs britânicos torcendo por mim! ”A nova KX 450 2022 e toda a linha Kawasaki você encontra em nosso parceiro RotaK é só clicar neste link.
R.I.P. - Rene Hofer – Comunicado oficial KTM

R.I.P. - Rene Hofer – Comunicado oficial KTM

Off Road 06/12/2021
O piloto da KTM Rene Hofer Foi vítima no último sábado de um acidente em quanto esquiava na Áustria, uma avalanche vitimou ele e mais dois amigos, deixando feridos mais outras pessoas, veja o comunicado oficial da KTM[foto1]DESCANSE NA PAZ RENE HOFER.Toda a família KTM está profundamente triste com a terrível notícia de que o piloto de fábrica MX2 Rene Hofer, junto com dois de seus amigos, faleceu após um acidente de esqui na Áustria.KTM gostaria de enviar amor e condolências sinceras à família de Rene, amigos, sua equipe, junto com toda a comunidade de Motocross durante este momento incrivelmente difícil. Rene, um multi-campeão júnior e vencedor de um GP com um futuro brilhante no Grande Prêmio pela frente, será lembrado não apenas por seu talento na pista, mas também por sua personalidade acessível, divertida e amigável, junto com seu sorriso sempre presente.Tragicamente, pouco depois do meio-dia de 4 de dezembro de 2021, durante uma viagem de esqui alpino com 10 amigos, o austríaco de 19 anos e sete outros em seu grupo foram pegos por uma avalanche. Rene e dois de seus amigos não sobreviveram ao incidente. Rene fará muita falta para todos na família KTM.Rene. Você fará uma falta incomensurável. # 711
Team Rocky Mountain ATV / MC-KTM-WPS 2022

Team Rocky Mountain ATV / MC-KTM-WPS 2022

Off Road 02/12/2021
Moto Xtreme - Faltando aproximadamente 30 dias para o início do AMA SX, vamos começar a apresentar as equipes de mais destaque da competição, conheça a formação da Rocky Mountain ATV / MC-KTM-WPS.A equipe Rocky Mountain ATV / MC-KTM-WPS fez vários anúncios em um vídeo compartilhado na página Rocky Mountain ATV / MC no YouTube. Em primeiro lugar, a empresa sediada em Utah foi renovada como patrocinadora titular do time. O proprietário da equipe Forrest Butler também anunciou um novo parceiro 50/50 na operação da Butler Brothers MX (BBMX). Butler diz que o nome do novo sócio é Mark MacKenzie.[foto1]“Estou muito orgulhoso de finalmente dizer e anunciar que tenho um parceiro 50/50 agora na BBMX, que é a operação de corrida por trás da equipe de corrida”, explicou Butler. “E isso vai entrar em nosso 19º ano. Mitch Payton (Pro Circuit) nos derrotou, mas atrás disso, acho que ao lado da Pro Circuit, somos a equipe independente mais antiga agora. Dito isso, já faz alguns anos que procuro sócio, você enfrenta muito, enfrenta as fábricas. Somos meio ying e yang um para o outro e isso é ótimo. Ele traz coisas para a mesa que definitivamente me ajudam, e a equipe e eu trazemos coisas para ele que seriam muito diferentes. Ele tem uma dinâmica única e precisamos administrar uma equipe de corrida neste esporte ”.[foto2]Forrest Butler - Chefe de Equipe...Butler também anunciou que a equipe renovou seu contrato com a KTM North América por mais dois anos, o que manterá o relacionamento até 2023. Ele disse que 2022 marcará o aniversário de dez anos com a marca de laranja austríaca. As temporadas de 2022 e 2023 também serão o 17º e 18º ano em que a equipe trabalhou com a Western Power Sports (WPS) e a Fly Racing.[foto3]Max Anstie, Shane McElrath e Joey SavatgyAnuncio oficial do time:PAYSON, UTAH —Rocky Mountain ATV / MC anunciou a escalação da equipe para a temporada de corrida de 2022 em um vídeo totalmente novo com entrevistas dos pilotos da equipe e do gerente da equipe Forrest Butler. O vídeo discute as grandes mudanças na estrutura da equipe, a escalação do piloto e aborda a saída do ex-piloto da equipe Blake Baggett.Este ano, a equipe tem a sorte de ter três pilotos talentosos sob a tenda:[foto4]# 17 Joey Savatgy continua com a equipe por mais um ano depois de terminar 10 º geral no Supercross e 8 th geral no Motocross em 2021[foto5]# 12 Shane McElrath está se juntando à equipe para sua primeira temporada completa de supercross após uma lesão no ombro em 2021[foto6]# 34 Max Anstie está se juntando à equipe depois de terminar em 11º geral no Motocross em 2021Saiba mais com Forrest, Joey, Shane e Max assistindo às entrevistas no vídeo abaixo.Vídeo com a apresentação do time.Rocky Mountain ATV / MC - 20222022 marca o sexto ano consecutivo de patrocínio titular da RMATVMC e a continuação da relação de sucesso entre as marcas que torna possível a toda a equipa. Dan Thomas, CEO e fundador da Rocky Mountain ATV / MC, comentou sobre o envolvimento do RMATVMC, dizendo: “Estamos ansiosos pela temporada de corridas todos os anos e somos gratos por termos os recursos para nos envolver no esporte de forma tão impactante caminho. A equipe RMATVMC-KTM-WPS é um verdadeiro esforço de equipe e é uma honra trabalhar ao lado de pessoas e empresas tão apaixonadas pelo setor quanto nós. 2022 será outro ano incrível e não podemos esperar por este novo capítulo para Joey Savatgy, Shane McElrath e Max Anstie começar”.
Yamaha Racing Brasil anuncia Enzo Lopes como novo piloto do time azul!

Yamaha Racing Brasil anuncia Enzo Lopes como novo piloto do time azul!

Off Road 02/12/2021
Mais uma estrela do Motocross Brasileiro agora faz parte do time Yamaha Racing Brasil, que desde já dá suporte a Enzo Lopes para encarar o AMA Supercross e AMA Motocross 2022.[foto1]O piloto brasileiro compete profissionalmente nos Estados Unidos desde 2018 e tem como destaque em seu currículo o quinto lugar no campeonato da temporada 2020, quando competiu de Yamaha YZ250F, a mesma moto que utilizará em 2022.“É uma missão importante patrocinar um piloto brasileiro em busca de títulos de tanta expressão no mundo dos esportes a motor, como é o AMA Supercross e AMA Motocross. Já estamos com Ton e Meikon Kawakami no Mundial de Motovelocidade, levamos os destaques da Yamalube R3 bLU cRU Cup para a R3 Europa, e agora vamos com o Enzo Lopes nos Estados Unidos. Estamos felizes em tê-lo conosco como embaixador, representando a Yamaha Racing Brasil lá fora”, salienta Helio Ninomiya, gerente executivo de Marketing, Planejamento e Treinamento.[foto2]Vale reforçar que Enzo Lopes é piloto da equipe ClubMX Yamaha nos Estados Unidos e está focado na temporada norte-americana, mas com o suporte da Yamaha Racing Brasil pode fazer corridas no Brasileiro de Motocross com sua YZ250F sempre que o calendário permitir.“É muito gratificante fazer parte do time Yamaha, ainda mais da Yamaha Racing Brasil, que é do meu país, da minha terra natal, isso tem um gostinho especial. Meu melhor resultado no AMA Supercross foi de Yamaha, em 2020, então sempre estive bem com a marca. Fico feliz com a parceria, feliz também por poder participar de alguns eventos aqui no Brasil assim como foi esta final do Arena Cross. Vamos trabalhar para fazer uma grande temporada em 2022 e dar muitas alegrias aos torcedores brasileiros”, afirma Enzo Lopes.[foto3]A primeira corrida de Enzo Lopes no AMA Supercross será no dia 19 de fevereiro, em Minneapolis, estado de Minnesota, na abertura da Costa Leste. Serão nove etapas no total, com final no dia 7 de maio.PERFIL: ENZO LOPESData de nascimento: 16 de agosto de 1999Cidade Natal: Lajeado, Rio Grande do SulMoto: Yamaha YZ250FPrincipais títulosNo Brasil– Pentacampeão brasileiro nas categorias de base (50cc, 65cc e Júnior)– Bicampeão do Arena Cross Brasil na categoria JúniorNo exterior– Vice-campeão mundial de motocross 65cc– Tricampeão do Mini Os MX e SX– Tricampeão no Daytona RC Supercross– Campeão do Mamoth MX– Vice-campeão do Loretta Lynn’s MX– Top5 no AMA Supercross 2020Fotos: Yamaha Brasil/Victor Silva
A última dança de Antonio Cairoli #222!

A última dança de Antonio Cairoli #222!

Off Road 01/12/2021
Red Bull: Vindo da Sicília, na Itália, Antonio Cairoli é um dos maiores pilotos de motocross de todos os tempos, com vários títulos de campeonatos mundiais em seu nome. Antônio 'Tony' Cairoli entrou em seu primeiro Campeonato FIM de Motocross em 2002 depois de crescer andando de bicicleta. Ele não foi bem-sucedido imediatamente, mas mostrou-se realmente promissor e, conforme a temporada avançava, era óbvio que Cairoli estava ganhando tempo, aprendendo as manobras e aproveitando cada minuto ao longo do caminho. [foto1] Última etapa do MXGP 2021 para #222... Dois anos depois, sua paciência valeu a pena. O jovem siciliano venceu sua primeira corrida do campeonato MX2 em Namur, amplamente considerada uma das pistas mais difíceis da série. Sua impressionante vitória foi apoiada por um terceiro lugar geral, e seu sólido desempenho ao longo da temporada colocou a vitória do campeonato na mira de Cairoli. Ele não ficou desapontado. Em 2005, apenas três anos após sua estreia, Cairoli conquistou seu primeiro campeonato mundial com seis vitórias em seu currículo na temporada - apesar de uma lesão e uma desqualificação. Com 19 anos, ele era o mais jovem italiano a conquistar um título mundial de motocross importante. [foto2] Homenagens na despedida... Depois de perder 2006, Cairoli venceu o campeonato novamente em 2007, com duas rodadas para o fim e 10 vitórias em GPs. No mesmo ano, ele também teve a chance de correr em um GP de MX1 e ingressou na classe permanentemente em 2009. Basta dizer que ele superou as expectativas e ganhou seu primeiro campeonato MX1 com segurança. Desde 2009, Cairoli continuou a dominar a categoria rainha do Campeonato Mundial de Motocross - conquistando o título todos os anos até 2015, quando uma lesão acabou com suas esperanças de outra vitória prematuramente. Era o maior de todos os tempos naquele ponto, mas ele estava longe de terminar com o esporte. Em 2017, ele ganhou mais um campeonato e no ano seguinte por pouco perdeu o campeonato, pois ficou com o segundo lugar geral. A lesão reduziu sua temporada em 2019, mas Cairoli voltou em grande estilo em 2020, pois conquistou o primeiro lugar geral na Letônia, e então acumulou o suficiente pontos para garantir o terceiro lugar da geral para a temporada. 2021 começou com resultados mais positivos para Cairoli, provando que ele continuava a desafiar na frente de todas as corridas em que participava, ao final ficou em P6 na geral.[foto3]Foi uma grande festa na despedida profissional de Cairoli...Assista o vídeo que a Red Bull fez no último dia de MXGP de Antonio Cairoli #222Estatísticas da carreira:- 9 títulos mundiais (6 consecutivos)- 1 vitória Monster Energy FIM Motocross of Nations com a equipe Itália- 3 títulos individuais no Monster Energy FIM Motocross of Nations- 94 vitórias em Grand Prix- 179 pódios- 182 corridas ganham 93 pole position- 278 Grand Prix disputados- 552 Largadas- 10.708 pontosTexto e vídeo: Red BullFotos: KTMVídeo incrível - Antonio Cairoli's Last Dance
15º Motocross de Muzambinho foi sucesso, conheça os vencedores!

15º Motocross de Muzambinho foi sucesso, conheça os vencedores!

Off Road 30/11/2021
Muzambinho município localizado na região sul de Minas Gerais, recebeu no final de semana dias 20 e 21 de novembro a 15º edição do seu tradicional Motocross Regional, e foi um grande sucesso, veja quem foram os destaques e vencedores. [foto1] Estrutura foi muito boa para o evento... Nosso parceiro Carlinhos Roque comandou o microfone, e nos trouxe os nomes de todos os vencedores desta edição do Motocross de Muzambinho. [foto2] Carlinhos Roque com o destaque do evento, João Pedro piloto de Muzambinho que venceu em três categorias, Força Livre Importada, MX1 e Força Livre Pró. [foto3] Pódio categoria Nacional Pró; 1º Léo Paiva - Monte Belo, 2º Bruno Gaspar - Muzambinho, 3º Felipe Tuka - Muzambinho, 4º José Ricardo  - Alterosa, 5º Everton - Campestre [foto4] Pódio categoria MX 1; 1º João Pedro  - Muzambinho, 2º Felipe Tadini - Pouso Alegre, 3º Ivan Bananal - Muzambinho, 4º Evaristo Lemes - Passos, 5º Rafael - São Paulo 15º Motocross de Muzambinho - VencedoresDias 27 e 28 de novembroSábadoTaça Cidade - João Pedro #55 - Muzambinho MGForça Livre Nacional - Léo Paiva #9 - Monte Belo MGForça Livre Importada - João Pedro #55 - Muzambinho MGDomingoMX1 - João Pedro #55 - Muzambinho MGMX2 - Brayan Tiodoro #96 - Passos MGMX3 - Evaristo Lemes #441 - Passos MGMX4 - Ivan Bananal #489 - Muzambinho MGMX5 - Evaristo Lemes #441 - Passos MGIntermediária - José Eduardo Teodoro #47 - Pouso Alegre MGJunior - Matheus Lemes #515 - Nova Odessa SP65cc - Luiz Henrique #11 - Nova Odessa SPFeminino - Brenda Tuka #6 - Muzambinho MGImportada Iniciante - Alexandre #111 - Campestre MG230 cc - Marco #206 - Monte Belo MGNacional Iniciante - Felipe Anderson #38 - Muzambinho MGNacional Pró - Léo Paiva #09 - Monte Belo MGForça Livre Pró - João Pedro #55 - Muzambinho MG
Anthony Rodriguez na AX1 e Pepe Bueno na AX2 são os campeões do Arena Cross!

Anthony Rodriguez na AX1 e Pepe Bueno na AX2 são os campeões do Arena Cross!

Off Road 29/11/2021
Final do Arena Cross 2021, que aconteceu neste sábado e domingo em um evento espetacular no Pavilhão do Anhembi, os vencedores do domingo foram, Paulo Alberto #1 na AX1, Enzo Lopes #80 na AX2, Kevyn de Pinho #52 na 65cc e Guilherme Valle #274, com os resultados os campeões foram Anthony Rodriguez #127 na AX1, Pepe Bueno #97 na AX2, Kevyn de Pinho #52 na 65cc e Heitor Matos #300 na 50cc.[foto1]Toninho...kkk...o grande Campeão!AX 1 - Depois de vencer a primeira bateria da Pro, Anthony Rodriguez da Pro Tork KTM dispara na frente na segunda e última prova do ano, seguido por Paulo Alberto da Yamaha, Héctor Assunção da Honda, Cade Cladson e Tyler Bowes. O piloto da KTM abre uma vantagem de mais de nove pontos sobre o piloto da Yamaha, mas na reta final da prova, Anthony erra e cai, com Paulo assumindo a primeira posição. Final de prova e vitória de Paulo, que vence na geral, seguido por Héctor, Anthony, Cledson e Bowes, e com este resultado, Anthony é o novo campeão do Arena Cross.[foto2]Todos os campeões reunidos...Na AX2 Enzo Lopes #80 mostrou mais uma vez porque é ídolo nacional e piloto oficial do Club MX que vai disputar o AMA SX e MX em 2022, venceu de ponta a ponta dando volta em todos os pilotos da sua categoria, veja a seguir os resultados do TOP5[foto3]Enzo Lopes #80....espetacular![foto4]Kevyn de Pinho #52 (Campeão 65cc)[foto5]Heitor Matos #300 (Campeão 50cc)[foto6]Pepe Bueno #97 (Campeão AX2)Resultados domingo - AX1 e AX2Corrida 01 - AX11 – Anthony Rodriguez #127 – Venezuela2 – Paulo Alberto #1 – Portugal3 – Hector Assunção #30 – Brasil4 – Cade Clason #78 – Estados Unidos5 – Henry Miller #129 – Estados UnidosCorrida 02 - AX11 – Paulo Alberto #1 – Portugal2 – Hector Assunção #30 – Brasil3 – Anthony Rodriguez #127 – Venezuela4 – Cade Clason #78 – Estados Unidos5 – Tyler Bowers #87 – Estados UnidosSoma Geral do Domingo AX11 – Paulo Alberto #1 – 37 pontos – Portugal2 – Anthony Rodriguez #127 – 37 pontos – Venezuela3 – Hector Assunção #30 – 33 pontos – Brasil4 – Cade Clason #78 – 26 pontos – Estados Unidos5 – Tyler Bowers #87 – 21 pontos – Estados UnidosCorrida AX21 – Enzo Lopes #802 – Gabe Gutierres #4913 – German Bratschi #1464 – Pepê Bueno #975 – Leonardo Souza #45
Anthony Rodriguez sai na frente na Super Final do Arena Cross, Enzo Lopes da show na AX2!

Anthony Rodriguez sai na frente na Super Final do Arena Cross, Enzo Lopes da show na AX2!

Off Road 28/11/2021
Fim do primeiro dia da super final do Arena Cross, que aconteceu neste sábado (27/11) no Pavilhão do Anhembi, os vencedores foram, Anthony Rodriguez #127 na AX1, Enzo Lopes #80 na AX2, Kevyn de Pinho #52 na 65cc e Heitor Matos #300 na 50cc.[foto1]Com rodada dupla, na segunda bateria da categoria Pro, Paulo Alberto da Yamaha dispara na ponta, seguido por Héctor Assunção da Honda, Anthony Rodrigues da Pro Tork KTM e Tyler Bowes, mas ainda no início da prova, Paulo cai retornando na última posição. Héctor assume a liderança com Anthony que acaba assumindo o primeiro lugar.Paulo faz uma incrível prova de recuperação, sendo que na metade da prova matinha a quarta posição. Na reta final Héctor pressiona Anthony pela primeira posição. Fim da prova, vitória de Anthony, seguido por Héctor e Paulo. Com este resultado, Anthony vence na geral deste sábado mantendo a liderança da categoria Pro. Paulo foi segundo na geral, seguido por Héctor e Cade Clason. Neste domingo acontece o segundo dia e última etapa do Arena Cross, com provas a partir das 12h.[foto2]Na AX2 Enzo Lopes #80 mostrou porque é piloto oficial do Club MX e vai disputar o AMA SX e MX em 2022, venceu de ponta a ponta dando volta em todos os pilotos da sua categoria, veja a seguir os resultados do TOP5[foto3]Enzo Lopes #80[foto4]Kevyn de Pinho #52 (65cc)[foto5]Heitor Matos #300 (50cc)Resultados AX1 e AX2AX1 (Pró)Bateria 0101 - Paulo Alberto #0102 - Anthony Rodriguez #12703 - Hector Assunção #3004 - Tyler Bowes #8705 - Jean Ramos #10Bateria 0201 - Anthony Rodriguez #12702 - Hector Assunção #3003 - Paulo Alberto #0104 - Cade Clason #7805 - Henry Miller #129Geral 1º dia Arena Cross (Super Final)01 - Anthony Rodriguez #12702 - Paulo Alberto #0103 - Hector Assunção #3004 - Cade Clason #7805 - Henry Miller #129AX201 - Enzo Lopes #8002 - Leo Souza #4503 - Pepe Bueno #9704 - Gabriel Andrigo #1005 - Gabriel Gutierres #49Fotos: Arena CrossHorários domingo:3ª etapa - Domingo (28/11) 9h – Abertura dos portões ao público 9h30 – Treinos classificatórios11h30 – Abertura do evento 11h35 – Duelo 1x111h40 – Solenidade oficial12h – Show de freestyle13h30 – 1ª corrida Pró – Transmissão SporTV14h – Corrida AX2 – Transmissão SporTV14h30 – 2ª corrida Pró – Transmissão SporTV15h – Encerramento
Marvin Musquin é o Rei de Paris, Kyle Peters o Príncipe!

Marvin Musquin é o Rei de Paris, Kyle Peters o Príncipe!

Off Road 28/11/2021
Aconteceu neste sábado 27 de novembro a 38ª edição do Supercross de Paris, e pela terceira vez na longa história do evento, Marvin Musquin #25 impôs um ritmo forte em frente a 20 mil fãs com muita comemoração na categoria SX1, já na SX2 o americano Kyle Peters #110 não deu chances aos adversários e venceu de forma espetacular. [foto1] Marvin Muasquin #25 o Rei de Paris... [foto2] Kyle Peters #110 o Príncipe de Paris... Categoria SX1, Musquin venceu as três baterias com muita comemoração dos franceses, na segunda colocação ficou o também francês Cedric Soubeyras #85 com (P2,P2,P7), em terceiro fechando o pódio Justin Brayton #10 com (P2, P3, P4). Justin Bogle #19 ficou em quarto, com Chad Reed #22 fechando o TOP 5, vale destacar que Antonio Cairoli #222 fechou na 7 colocação.[foto3]Pódio SX1[foto4]Foto fantástica com Reed e Cairoli no treino...Categoria SX2, Assim como na SX1, o americano Kyle Peters #110 não deu mole a ninguém e venceu as três corridas, se tornando o novo Príncipe de Paris, na segunda ficou o campeão mundial da MX2 Maxime Renaux #959 com (P5, P2, P2), fechando o pódio ficou o também americano Kevin Moranz #57 com (P2, P5, P3). Na quarta Calvin Fonvieille #11 e na quinta Julien Roussaly #21.[foto5]Pódio SX2...A organização agradeceu a todos e mandou o recado “Nos vemos em 12 e 13 de novembro de 2022 para a 39 a edição do Supercross de Paris”...Resultados:SX1[foto6]SX2[foto7]
Agronômica encerrou a Copa Serra litoral de Velocross 2021 em grande estilo!

Agronômica encerrou a Copa Serra litoral de Velocross 2021 em grande estilo!

Off Road 26/11/2021
A cidade de Agronômica (SC), voltou a receber o ronco dos motores com a grande final da Copa Serra Litoral de Velocross 2021. A prova que foi válida pela final do Campeonato Catarinense teve gate cheio, provas de alto nível e a volta do público as competições. O final de semana de sol ajudou a esquentar as disputas que consagraram os campeões da temporada 2021. [foto1]Nas Especiais, a grande surpresa foi a vitória de Jose Victor da Silva na VX 2. Jose fez uma bela largada e manteve o ritmo forte até a bandeirada. Lucas Gadotti pressionou bastante no final da bateria, mas Jose manteve firme e garantiu a vitória, quebrando a sequência de vitórias de Lucas na categoria.[foto2]Pela VX1 Lucas não deu chance aos adversários e venceu de ponta a ponta. Sebastião da Silva Junior chegou a pressionar o líder no início, mas no final da prova teve que suportar a pressão imposta por Leandro Lemos para garantir a segunda posição. Junior correu também na intermediaria onde venceu a disputa com Fabiano Bertotti para ficar com a vitória.Leandro Lemos dominou a prova da Vx3 Especial, enquanto Braz dos Santos faturou a bateria da VX4 e VX45 Especial.[foto3]Nas nacionais a disputa mais intensa foi na Categoria Nacional Força Livre. Manuel Lucas saiu na frente e liderou boa parte da prova enquanto a disputa vinha acirrada da segunda a quinta posição. Nicolas Lopes e Leandro Lemos vinham ganhando posições, enquanto Manuel teve problemas na moto e abandonou a bateria. Nicolas ficou com a vitória chegando pouco a frente de Leandro lemos. Jackson “Pinguin” superou Luan de Paula para ficar com a terceira posição.Na VX 3 Nacional, Edinilson Batista saiu na frente seguido de perto por Leandro Lemos. A disputa vinha boa, porem Dito teve um pneu furado e teve que abandonar, enquanto Leandro seguiu sozinho até a bandeirada. Vagner Moraes finalizou em segundo na VX3 Nacional e ficou com a vitória pela VX4N, chegando pouco à frente de Rodrigo dos Santos. Pela Nacional 250cc André Melo liderou as primeiras voltas até ser superado por Manuel Lucas que mostrou boa velocidade para vencer.[foto4]Na Corrida da VX Feminina, a disputa foi intensa entre Sabrina Novazic e Jessica Sena. Sabrina saiu na frente e Jessica foi pressionando até conseguir assumir a primeira posição. No final da bateria, Jessica abria uma pequena vantagem quando teve problemas na moto e abandonou. Sabrina ficou com a vitória seguida por Laís Nunes e Micaela Schultz.[foto5]A etapa final teve apoio da Prefeitura Municipal de Agronômica com apoio da Federação Catarinense de Motociclismo.  A Copa Serra Litoral de Velocross 2021 tem patrocínio oficial de Vipal Pneus de Moto, Infinity Aloe, Honda Dorvalino Motos, Vedamotors, Motul, Durag, Racer Off Road, Drop Mud. Co-patrocínio de TBT, Pro Racing, Only Racing, Moto Shop Racing, Art Troféus e De Mais FM.Texto e Fotos: Tiago RacecrossVídeo da etapa: por Tiago Racecross
Honda Racing disputa finais do Arena Cross em São Paulo, com novidade!

Honda Racing disputa finais do Arena Cross em São Paulo, com novidade!

Off Road 25/11/2021
Time Honda disputa as finais do Arena Cross neste sábado e domingo, além de seus pilotos no time principal, a Honda terá na para equipe satélite Honda Circuit FK Racing o inglês Adam Chatfield, campeão e especialista na modalidade. Veja a seguir o release oficial de imprensa.[foto1]Jetro Salazar largando na ponta...São Paulo (SP) – O fim de semana (27 e 28/11) será de decisão para a equipe Honda Racing, que disputa as provas finais da temporada 2021 do Arena Cross no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo (SP). Os pilotos Hector Assunção e Jetro Salazar, na categoria Pró, além de Leonardo Souza e Henrique Henicka, na AX2, vão acelerar em busca dos títulos da competição.Pela primeira vez em um circuito indoor, o evento terá rodada dupla, sendo uma etapa na noite deste sábado e outra na tarde de domingo. As corridas contam com transmissão ao vivo pelo canal SporTV, pelo YouTube Honda Motos Brasil e pelo Facebook Honda Racing Brasil.[foto2]Hector Assunção...Vencedor da primeira bateria da Pró na etapa de abertura da temporada, Hector Assunção, que acelera a moto CRF 450R, está na vice-liderança do campeonato com 34 pontos - apenas três atrás do venezuelano Anthony Rodriguez. “Vai ser um evento muito bacana, cheio de estrangeiros e com a pista mais técnica. Gosto bastante disso e estou bem empolgado para disputar lado a lado com esses caras”, destaca o paulista campeão do Arena Cross na principal categoria em 2019, referindo-se aos pilotos convidados vindos dos Estados Unidos e Inglaterra.Terceiro colocado na classificação da Pró, Jetro Salazar, equatoriano radicado no Peru, ressalta também as novidades das etapas finais. “Desde o ano passado, estamos acostumados com as rodadas duplas nas competições. Teremos mais pilotos bons na pista e isso só vai apimentar mais a decisão do campeonato”, comenta Salazar.[foto3]Leonardo Souza...Pela categoria AX2, Leonardo Souza e Henrique Henicka vão utilizar a motocicleta CRF 250R. Depois do Brasileiro de Motocross em Atibaia (SP), realizado no último fim de semana, os pilotos reforçaram a importância de finalizar os treinos para a decisão do Arena Cross. “Vamos aproveitar esses dias antes das provas para fazer um treinamento mais específico da modalidade. Estou bem confiante para estas etapas e quero brigar pelo campeonato até a última volta”, completa Souza, quarto colocado na classe.Já Henicka evidencia a diferença entre as modalidades. “Está sendo uma semana bastante puxada e sem descanso. A prova do Arena Cross tem 15 minutos de duração e é bem mais rápida do que o Brasileiro de Motocross, que tem o dobro. Então, o treino é mais focado em tiro e explosão”, explica o jovem piloto de 17 anos.[foto4]Adam Chatfield retorna ao Arena Cross BR...No Arena Cross, a Honda também conta com a participação da equipe satélite Honda Circuit FK Racing. Além dos pilotos brasileiros confirmados, como Gustavo Pessoa (Pró), Gabe Gutierres (AX2) e Otavio Pedro (AX2), o time receberá o inglês Adam Chatfield, campeão da competição em 2012 e do Brasileiro de Motocross em 2013, para reforçar mais uma vez o esquadrão vermelho.A equipe Honda Racing de Motocross é patrocinada por Pro Honda, Fox, DID, Zeta e Seguros Honda.ProgramaçãoLocal: Pavilhão do Anhembi São Paulo (SP)2ª etapa - Sábado (27/11) 13h – Abertura dos portões ao público 13h30 – Treinos livres 16h30 – Treinos classificatórios19h10 – Abertura do evento 19h20 – Duelo 1x1 19h30 – Solenidade oficial20h30 – Show de freestyle 21h – 1ª corrida Pró – Transmissão SporTV21h30 – Corrida AX2 – Transmissão SporTV22h – 2ª corrida Pró – Transmissão SporTV22h30 – Encerramento3ª etapa - Domingo (28/11) 9h – Abertura dos portões ao público 9h30 – Treinos classificatórios11h30 – Abertura do evento 11h35 – Duelo 1x111h40 – Solenidade oficial12h – Show de freestyle 13h30 – 1ª corrida Pró – Transmissão SporTV14h – Corrida AX2 – Transmissão SporTV14h30 – 2ª corrida Pró – Transmissão SporTV15h – Encerramento*A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.Mundo Press - Assessoria de Imprensa da Honda Racing Brasil
Zach Osborne #16 anuncia o fim da sua carreira como piloto profissional

Zach Osborne #16 anuncia o fim da sua carreira como piloto profissional

Off Road 23/11/2021
O piloto americano Zach Osborne #16, vinha sofrendo com lesões há algum tempo, e aos 32 anos de idade decide deixar o MX e SX profissional. A seguir o comunicado de imprensa completo de Husqvarna sobre a aposentadoria de Zach Osborne.[foto1]Concluindo uma ilustre carreira de mais de 16 anos, Zach Osborne anunciou sua aposentadoria do motocross profissional e das corridas de supercross. Nos últimos sete anos, o piloto de 32 anos garantiu quatro grandes campeonatos dos EUA e incontáveis ​​triunfos com a equipe Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing e, por isso, a Husqvarna Motorcycles gostaria de expressar um sincero agradecimento a Zach enquanto ele se encaminha para seu próximo capítulo.Conhecido por sua tenacidade e mentalidade de nunca desistir, Osborne se estabeleceu como um favorito dos fãs ao longo dos anos, enquanto acumulava uma lista impressionante de realizações junto com a Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing. Iniciando uma corrida tenaz em 2017 a bordo do FC 250, Osborne conquistou o 250SX Eastern Championship e o AMA 250MX Championship na mesma temporada antes de retornar para defender com sucesso seu título 250SX Eastern em 2018.[foto2]Ele subiu para a categoria premier 450 em 2019 e rapidamente atingiu seu ritmo no FC 450 ROCKSTAR EDITION, terminando no pódio sete vezes (seis no motocross, um no supercross) durante sua temporada de estreia. Ele garantiu a vitória de sua primeira carreira no 450SX Main Event no Salt Lake City SX finale em 2020 e incendiou durante todo o verão reivindicando o 450MX Championship no que acabaria por servir como sua última temporada completa de corridas devido a uma volta contínua lesão ao longo de 2021. Terminando sua carreira em alta e com muito do que se orgulhar, a Husqvarna Motorcycles dá os parabéns a Zach por uma carreira de sucesso.Zach Osborne:  “Depois de 16 anos de corrida profissional, é chegado o momento de eu chamá-lo de carreira. Eu tentei tudo ao meu alcance nos últimos seis meses para trazer minha saúde de volta ao padrão que precisava estar para correr no nível mais alto e depois de apenas algumas semanas de supercross em plena intensidade, percebi que não era, não era para ser. Estou muito grato pela jornada que fiz como profissional. Eu conheci tantas pessoas incríveis e fiz parte de algumas das melhores organizações. Não foi uma decisão fácil, ou uma que tomei levianamente, mas foi a decisão certa. Sou eternamente grato à minha família, fãs e times por seu apoio ao longo de meu tempo como profissional. No próximo capítulo, quero concentrar meu tempo mais em retribuir àqueles que me deram”.[foto3]Stephen Westfall - Gerente da Equipe Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing:  “Tive o prazer de conhecer Zach há muito tempo, desde seus dias de amador e tem sido incrível trabalhar com ele nos últimos sete anos. Zach ajudou a colocar a Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing no mapa, ganhando quatro campeonatos para a marca e sendo um bom mentor para os pilotos mais jovens. Ele tem uma ótima carreira e desejamos a ele tudo de bom em sua próxima aventura”.Robert Jonas - VP Motorsports Offroad:  “As conquistas de Zach durante seu tempo com a equipe realmente elevaram a marca Husqvarna Motorcycles nos EUA. Ele ganhou quatro campeonatos na AMA Supercross e no Pro Motocross com máquinas FC 250 e FC 450 e, sem dúvida, esteve no seu melhor durante as temporadas em que correu para nós. Sua carreira não foi convencional, mas com muito trabalho e dedicação, ele realmente emergiu como um dos melhores pilotos do mundo nos últimos anos. Em nome da Husqvarna Motorcycles, gostaria de dar os parabéns a Zach por tudo o que conquistou conosco e desejo-lhe as maiores felicidades no futuro”.[foto4]Osborne na extinta Geico Honda com o numeral 338.As raízes pioneiras de Osborne na verdade começaram com a empresa austríaca há mais de 20 anos, quando ele lançou sua carreira de motocross amador na KTM em 1996. Um jovem Osborne se tornou o segundo campeão da KTM Jr. Racing SX em 98 antes de virar manchete os esforços das minibikes da marca na nova KTM 65SX. Após resultados impressionantes em nível nacional, Osborne se tornou uma parte fundamental no desenvolvimento da nova geração 85SX no início dos anos 2000, o que impactou significativamente o sucesso da moto nas últimas duas décadas.Mais tarde, ele levou seus talentos para o exterior para competir no FIM World Motocross Championship, onde conquistou 14 pódios do FIM World Motocross Championship MX2, um British MX2 Championship e uma vitória de uma carreira no FIM World Motocross. Ele também representou os EUA como membro da prestigiosa equipe de Motocross das Nações (MXoN), bem como a Equipe do Troféu Mundial no International Six Days Enduro (ISDE).